Feira de Santana

Estrada do Francês passará por recomposição do pavimento; prefeitura avalia medida duradoura

De acordo com ele, em entrevista ao Acorda Cidade, a via tem uma situação complicada, e possui trechos com declividade.

25/07/2022 14h47, Por Laiane Cruz

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Após reclamações de condutores que trafegam diariamente na Estrada do Frânces, no bairro Papagaio, sobre a situação do pavimento no local, o superintendente de Operações e Manutenção da prefeitura de Feira de Santana, João Vianey, informou nesta segunda-feira (25), que uma equipe da Soma já está a postos para fazer recomposição do piso na via.

De acordo com ele, em entrevista ao Acorda Cidade, a via tem uma situação complicada, e possui trechos com declividade. O engenheiro ressaltou ainda que os problemas causados ao pavimento do local, ocorrem devido à passagem constante de caçambas que trabalham em empreendimentos imobiliários.

“Ali tem um determinado trecho que tem até declividade. O problema dali é que há um fluxo intenso de caçambas dos empreendimentos. Foi feita a pavimentação, inclusive, pelos construtores naquela região e esse fluxo de caçambas na região danificou o pavimento, que não foi dimensionado para aquilo. Pelo tempo que se tem desse fluxo acelerou a degradação, pois o peso gera um dano e é uma intervenção complicada. Uma simples recomposição do paralelo ou jogar uma camada de asfalto ali em cima não vai garantir a vida útil do piso”, informou.

João Vianey explicou ainda que já se reuniu com o prefeito Colbert Martins para avaliar uma solução que seja mais duradoura.

“Já tive uma reunião com o prefeito, a gente está discutindo esse ponto específico, e ele até já pediu para a gente fazer o reparo do trecho mais crítico, mas a vida útil disso será curta do mesmo jeito. Então a gente está tentando fazer um trabalho com a Sedur [Secretaria de Desenvolvimento Urbano], sobre a liberação de empreendimentos e com a SMT [Superintendência Municipal de Trânsito] nesse controle do fluxo das caçambas, dando uma orientação de como isso deve proceder. De fato, é um problema crítico, mas por uma causa de degradação rápida e intensa. Estamos com uma equipe de reparo fazendo uma manutenção no local, mas como eu disse tem um efeito em curto prazo, e é questão de tempo a degradação da obra”, afirmou.

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. nivaldo de almeida disse:

    ta presicando podar as laterais.apartir da facudade catolica

  2. José Roberto disse:

    Essa imagem não é da Estrada do Francês, mas a iniciativa é de extrema importância tive um pneu do carro perdido por conta dos buracos.

  3. Rômulo Lins Pascoal disse:

    Moro no condomínio parque ipe roxo, bem complicado morar aqui e ter que sair para trabalhar e resolver qualquer coisa fora do bairro,péssima estrada.Não há carro que aguente e risco de assaltos por ter que trafegar lentamente!

  4. Laion disse:

    VALE RESSALTAR QUE A ESTRADA ENTRE A SANTA QUITÉRIA E O CONDOMÍNIO E AMARELO É FEITA DE BURACOS E LAMA E MUITA ESCURIDÃO..

  5. Charles disse:

    Não concordo com o comentário que o problema e causada por veículos que trabalha nas obras dos condomínios.
    A verdade é que essa estrada como todas as outras da região do papagaio, Mantiba e Candeal já está abandonada a muitos anos.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade