Feira de Santana

Dia do Médico Endocrinologista: especialista destaca as principais alterações da tireoide

De acordo com a especialista, os sintomas variam de pessoa para pessoa.

01/09/2023 às 11h23, Por Gabriel Gonçalves

Compartilhe essa notícia

Endocrinologista
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Nesta sexta-feira (1º), é celebrado o Dia Nacional do Endocrinologista, data que foi sancionada através do Projeto de Lei nº 636, de 2019.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, o endocrinologista é o médico responsável por diagnosticar e tratar doenças relacionadas a hormônios e ao metabolismo, como diabetes mellitus, obesidade, desordens da glândula tireoide, alterações do ciclo menstrual, alterações dos hormônios sexuais em homens e mulheres, além de outras doenças relacionadas à falta ou excesso de hormônios, e até outras mais raras.

A reportagem do Acorda Cidade conversou com a médica endocrinologista Ana Maira Andrade de Oliveira, que destacou quais problemas estão relacionados à tireoide.

“A tireoide é uma glândula que fica localizada no pescoço, e ela é responsável pela produção de hormônios que atuam nos mais diversos órgãos do nosso corpo, para que o funcionamento aconteça de maneira adequada. Nós temos dois tipos de problema da tireoide, no formato e problemas na função, então no formato, o indivíduo pode ter um crescimento da glândula como um todo ou a presença de nódulo ou nódulos na tireoide. Essas alterações da forma ou do formato podem ou não alterar a função, como eu falei, a tireoide tem função de produzir os hormônios da tireoide o T4 e o T3, que vão atuar no corpo como um todo e ele pode ter uma doença gerando um aumento da produção que é chamado hipertireoidismo ou uma redução da produção que é um hipotireoidismo”, explicou.

Sintomas

De acordo com a especialista, os sintomas variam de pessoa para pessoa.

“Se eu tenho uma doença nodular do nódulo, a pessoa pode dizer: ‘olha, eu estou sentindo um engasgo, eu estou vendo um aumento do volume do meu pescoço’, se a pessoa tem uma alteração na função para menos, que é o hipotireoidismo, ela pode vir com queixas como cansaço fácil, indisposição, queda de cabelo e isso geralmente é muito relacionado à disposição da pessoa. O intestino também pode ficar mais lento e uma intolerância ao frio. Se o paciente tem uma alteração da função para mais, o hipertireoidismo, ele se apresenta com agitação, irritabilidade, perda de peso, queda de cabelo também, mas o intestino ao invés de preso, ele é muito acelerado chegando às vezes até diarreia, e isso configura o quadro de aumento da produção dos hormônios”, explicou.

Ao Acorda Cidade, a médica Ana Maira informou que disfunções da tireoide acontecem mais em mulheres, e pessoas com histórico familiar.

“As doenças da tireoide elas podem acontecer em qualquer pessoa, mas tem alguns fatores de risco. Elas acontecem mais em nós mulheres e quem tem histórico familiar com doença de tireoide. Estas pessoas têm uma maior chance de desenvolver ou apresentar alguma dessas queixas. Se você é do grupo de risco, deve fazer uma avaliação com endocrinologista no sentido de encontrar o mais brevemente possível, alguma alteração para que possa ser tratada. A saúde precisa ter sempre um acompanhamento para prevenção de determinadas doenças e se você tem algum tipo de doença, você deve tratá-la. No que diz respeito ao endocrinologista, ele é o especialista que cuida dos hormônios no geral, a especialidade é endocrinologia e metabologia, então ela é muito importante para acompanhamento de patologias ligadas a hormônios e ao metabolismo”, concluiu.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade