Feira de Santana

Árvore cai em cima de túmulos no Cemitério São Jorge e familiares enterram parente em gaveta

Segundo a direção da Afas, as famílias serão indenizadas assim que tiver dinheiro em caixa.

25/09/2023 às 15h44, Por Gabriel Gonçalves

Compartilhe essa notícia

Cemitério São Jorge
Foto: Arquivo Pessoal

O mototaxista Cláudio Rogério Pereira de Almeida solicitou a reportagem do Acorda Cidade, para reclamar de uma situação que ocorreu neste final de semana no Cemitério São Jorge em Feira de Santana.

Segundo ele, um eucalipto caiu há cerca de três meses na área interna do cemitério, atingindo cerca de cinco túmulos, um deles da sua família. Ossos e caixões ficaram expostos.

Cemitério São Jorge
Foto: Arquivo Pessoal

No último sábado (23), o cunhado de Cláudio Rogério sofreu um infarto, faleceu e foi sepultado no domingo (24). Porém como o túmulo foi danificado, o corpo precisou ser enterrado em uma gaveta.

Cemitério São Jorge
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“O meu cunhado já vinha pedindo para que o cemitério tomasse uma atitude e consertassem o túmulo que é da família dele, onde a árvore caiu e destruiu cerca de cinco a seis túmulos. Se as pessoas tiverem a curiosidade, verão que tem ossos e caixões expostos, infelizmente uma vergonha. Quando foi no sábado, meu cunhado até como forma de ironia, perguntou se no Dia de Finados, tudo estaria pronto, mas acabou que meu cunhado faleceu e quando foi ontem, tivemos que enterrá-lo em uma gaveta, sendo que a família tem um túmulo com tudo pago, e eles não fizeram nada, olha que meu cunhado sempre vinha pedindo, perguntando quando é que o serviço seria feito”, afirmou.

Cemitério São Jorge
Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com Rogério, os troncos das árvores continuam no mesmo lugar.

“Hoje por exemplo, ainda continua lá tudo destruído, as árvores por cima dos túmulos, os túmulos abertos, uma vergonha total. Eu sei que agora será mais um sofrimento para minha irmã, já que daqui a três anos, vai precisar remover os restos mortais e colocar no túmulo”, disse.

Cemitério São Jorge
Foto: Arquivo Pessoal
Cemitério São Jorge
Foto: Arquivo Pessoal

A reportagem do Acorda Cidade conversou com a diretora executiva da Associação Feirense de Assistência Social (Afas) Ivonilma Carneiro. A instituição é responsável pela gestão do cemitério.

Segundo ela, os serviços realizados no Cemitério São Jorge, são vinculados com a Prefeitura Municipal de Feira de Santana.

Cemitério São Jorge
Foto: Arquivo Pessoal

“Este problema que aconteceu no Cemitério São Jorge, foi provocado por conta de uma ventania que derrubou este eucalipto. Foi comunicado de imediato ao Departamento de Parques e Jardins, na pessoa de João Marcelo e Sr. João Falcão, inclusive tinha até uma colmeia de abelhas, que foi preciso um apicultor vir por quatro vezes, retirar todas elas. A prefeitura esteve aqui uma vez, cortou parte do tronco, mas não voltou para finalizar o serviço”, explicou.

Cemitério São Jorge
Foto: Arquivo Pessoal

Ainda de acordo com a diretora, a Afas faz a gestão do São Jorge em parceria com a prefeitura.

“A Afas é gestora do São Jorge, mas é um cemitério municipal, então é uma parceria que a gente precisa sempre continuar de um com o outro. Os custos do São Jorge são elevados, o que a gente angaria é aplicado no asilo de idosos do Campo Limpo, então se a gente for manter com tudo que tira daqui, hoje em dia a gente não consegue mais fazer a gestão do asilo, então a gente conta com esse apoio da prefeitura, com os parceiros para resolver o que é necessário, como é este caso, da secretaria finalizar a remoção dos troncos”, contou.

Cemitério São Jorge
Foto: Arquivo Pessoal

Sobre os túmulos que foram danificados, Ivonilma Carneiro explicou que não há orçamento para que todos os serviços sejam feitos de uma única vez.

“Com relação as sepulturas, nós precisamos ter orçamento. Quando ganhamos uma verba, ela já é carimbada, então a gente nunca tem em caixa. A gente vai indenizando conforme as condições. Já houve algumas sepulturas que já foram solicitadas as confecções do granito, mas aos poucos vamos resolvendo, porém a gente não tem fundo de caixa para resolver tudo ao mesmo tempo”, concluiu.

Em nota, o Departamento Áreas Verdes do município informou que todo material já foi retirado.

NOTA

O Departamento de Áreas Verdes informa que já realizou a remoção de troncos do local. O órgão reitera que presta assistência sempre que solicitado.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. A AFAS JÁ TEM RESPONSABILIDADE COM OS IDOSOS POR QUE IR SE VINCULAR COM O CEMITÉRIO SE Ñ TEM COMO ADMINISTRA E CUIDAR DO MESMO. E quanto ao asilo, os idosos que lá vivem ñ são aposentados?

  2. A administração do cemitério deve ser mas ativa e eficaz para resolver estes tipos de situações inesperadas no cemitério e prestar atenção na limpeza e manutenção das árvores existentes no local acredito que não foi por falta de recursos financeiros e sim uma displicência da administração causando tristeza e desconforto aos familiares desta pessoa

  3. Precisa a reportagem tomar conhecimento para resolver as situações , e gica aquele jogo de empurra não é comigo e com a prefeitura, prefeitura não é comigo, então é com os morto ,depois de todo vexame área verde da bendita prefeitura foi tira os tronco , AFAs fazer os conserto, prefeitura o seu , é coisa viu.

  4. E MUITO CONSTRANGEDOR ESSA SITUAÇÃO EU ESTAVA LA PRESENTE NO SEPULTAMENTO. O CEMITÉRIO COM A APARÊNCIA DE DESPREZO, NÃO E PORQUE SEJA UM CEMITÉRIO MUNICIPAL MAIS TEM QUE TER ORGANIZAÇÃO.

  5. Aí pelo menos foi uma árvore que caiu sobre os túmulos, no cemitério Piedade os ossos são expostos com os túmulos aberto por negligência mesmo.

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade