Cancelamento

PM impede realização da 7ª Caminhada Chicleteira em Feira de Santana

Na caminhada que foi cancelada , seria utilizado um mini trio elétrico e um pendrive com a músicas da banda.

07/09/2023 às 13h31, Por Rachel Pinto

Compartilhe essa notícia

A 7ª Caminhada Chicleteira, que estava prevista para acontecer a partir do meio-dia desta quinta-feira, dia 7 de setembro, foi cancelada devido a falta de programação de segurança junto a Polícia Militar.

A caminhada iria sair Avenida Presidente Dutra, sentido Avenida Maria Quitéria, em Feira de Santana, após o desfile cívico-militar em comemoração ao Dia da Independência do Brasil.

Rubem Amorim, conhecido como Rubinho, organizador do evento, disse ao Acorda Cidade que considerou o motivo do cancelamento como falta de comunicação e informou que como faz todos os anos, busca autorização para a realização da caminhada junto a prefeitura. Segundo ele um, ofício foi entregue e a autorização liberada.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Teve um problema para saber o limite das áreas das companhias 64ª e 65ª Companhias Independentes de Polícia Militar. Mas o ofício foi entregue e ficou acertado que seria coberto. Entreguei o ofício a prefeitura e a prefeitura me deu o protocolo com a liberação. No entanto, o major me passou que o comandante, por motivos de segurança, não tinha policiamento para ceder para a brincadeira. Fico constrangido, pois é uma festa que não tem violência. Mas o coronel manda, e a gente obedece”, afirmou.

O major Jorge Freitas, comandante da 64ª CIPM, explicou ao Acorda Cidade que o evento foi cancelado pois não havia policiamento programado para o mesmo. O cancelamento ocorreu por precaução, por se tratar de um evento micaretesco, utilizando inclusive um minitrio elétrico, e por situações ligadas a violência na cidade.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

De acordo com ele, a organização do evento apresentou apenas um protocolo e não houve nenhum documento oficial que autorizasse a liberação.

“O policiamento foi programado para atender ao desfile e não estamos com policiamento programado para esse evento. É um evento com um trio elétrico, micaretesco, não convém sair. Foi apresentando um ofício protocolado, mas não tem o documento da prefeitura autorizando e mesmo que tivesse teria que ter um planejamento da Polícia Militar para o policiamento do evento”, acrescentou.

O major relatou que o organizador do evento esteve ontem (6), na sede da 64ª CIPM por volta do meio-dia e entregou um documento.

“Eu informei para ele que a gente não tinha policiamento programado e que se fosse causar algum tipo de transtorno, a gente teria que intervir”, acrescentou.

Na oportunidade, o policial destacou nenhuma ocorrência foi registrada durante o desfile de 7 de Setembro em Feira de Santana.

A Caminhada Chicleteira

Antes de ser cancelada, a 7ª Caminhada Chicleteira contou com a concentração de muitas pessoas, entre fãs da banda, famílias e comunidade feirense.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Leonardo Gabriel, administrador e marqueteiro da Caminhada Chicleteira, estava entre os participantes e contou que o evento movimenta a cultura e a economia da cidade, com a participação de pessoas de outras cidades e estados. Ele disse que ano passado o evento contou com três mil pessoas e que este ano era esperado até um público maior.

“É um marco na cidade. Quem sabe a gente não chega a uma abertura da Micareta. Já nos encontramos com Bell Marques várias vezes”, afirmou.

Cover do cantor Bell Marques, ex-vocalista da Banda Chiclete com Banana e que marcou gerações no comando do grupo, o motorista Permínio de Carvalho, de 58 anos, também estava aguardando a saída da caminhada que foi cancelada. Durante a concentração, ele contou ao Acorda Cidade um pouco da sua história.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Sou de São Gonçalo dos Campos e quando Bell Marques ia tocar lá em janeiro as pessoas diziam que eu parecia com ele. Esse visual aqui já tem 35 anos, as pessoas acham parecido e como eu tenho espelho em casa, eu vejo que sou a cara dele. Onde eu chego sou abraçado, as pessoas me acolhem e isso é muito gratificante. Já fui confundido com ele várias vezes e eu nunca digo que sou Bell, falo que sou Bell, o clone”, comentou.

O organizador do evento, Rubem Amorim, lamentou o cancelamento e relatou também um pouco da história da caminhada.

Ele disse que a primeira edição teve início em 2014, após da saída de Bell Marques do Chiclete com Banana. Os fãs se reuniram para conversar e saber como ia ser o futuro e a brincadeira transformou-se em uma caminhada.

“É uma brincadeira que a gente se reúne, reúne as famílias e todo mundo gosta. Sou fã da banda Chiclete com Banana independentemente de quem seja o vocalista, o coração bate mais forte quando toca a música do Chiclete”, encerrou.

Na caminhada que foi cancelada, seria utilizado um minitrio elétrico e um pendrive com a músicas da banda.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Evento totalmente fora de contexto. Se ocorressem mortes, a sociedade iria cobrar de quem? Outra coisa, o trio foi vistoriado?A SMT iria organizar o trânsito? Ali era um evento cívico. A Micareta tem seu momento. Seria muita irresponsabilidade permitir esse arrastão chicleteiro.

  2. Pra que esse evento? Que benefício ele traz? O 7 de setembro é uma data cívica. Se estudassemos mais sobre, saberíamos a importância dessa data. É um total desrespeito querer fazer algazarra em tudo o que é evento cívico. Se tem quem goste, caberia à organização realizar em espaço privado essa balbúrdia.

  3. Vejo os comentários falando besteira. Se no bando anunciador teve tiro e confusão. E olha que tinha policiamento, imagina sem nunhum ofício junto a pm.

  4. O tráfico de drogas e a exploração sexual na rodoviária ninguém acaba polícia militar já viro meme só ficam parados mechendo no celular quando vc precisa não vem lamentável.

  5. Falta de programação kkkkkkk , os traficantes que invadiu itaparica outro dia programou a invasão com o governo , o negócio é , quando se trata do cidadão vale todo esforços pra proibir já quando é segurança pública e educação fica a mercê

  6. Para conseguir apoio da polícia militar em qualquer evento, tem de ter aprovação de alguém do PT. Pq a polícia militar é do governo do Estado. A prefeitura de Feira é perseguida por não compactuar com os erros do governo do PT no estado.

  7. o povo precisa se concientizar que as coisas mudaram,a violencia esta muito grande,com policia ou sem policia. sigam o ditado da v’ov’o……Quem boa romaria faz em sua casa ta em paz.

    @

  8. Nada Vitão, em abril eles fazem a micareta em junho o São João engabela o povo mais uma vez e Zé Ronaldo volta como herói. Não com o meu voto claro. O povo gosta de sofrer, 24 anos essa corja aí.

  9. “O coronel manda agente obedece”… autorização da polícia para livre manifestação sem armas? A Constituição Federal diz comunicar a manifestação, ou seja, até divulgação nas emissoras de rádio preenchem esse requisito. Mas, a ditadura está de volta em Feira de Santana. Viva o 7 de Setembro, Independência do Brasil e não de Feira. Governo do PT.

  10. Tudo que a prefeitura de Feira coloca a mão, é pra acabar. É uma VERGONHA essa falsa gestão política do grupo de Zero Naldo, Feira não aguenta mais. Tudo que é evento relacionado a cultura, esse grupo faz de tudo pra acabar. CHEGA

    1. Te falta interpretação de texto jovem, aí fala que a prefeitura autorizou, quem embargou foi a polícia militar. Faz bem saber interpretar antes de sair espalhando ódio.

Mais Notícias

Lançamento da BYD

Feira de Santana

Segunda maior fabricante de carros elétricos do mundo abrirá concessionária em Feira de Santana

A concessionária da BYD em Feira de Santana terá uma localização privilegiada e consolidada por décadas pelo grupo proprietário do...

18/07/2024 às 22h06

Gestores do Shopping Popular realizam encontro com lideranças do comércio de Feira de Santana

Cidade das Compras

Gestores do Shopping Popular realizam encontro com lideranças do comércio de Feira de Santana

Alçando novos objetivos, como a implementação de um supermercado e uma grande loja de pisos no espaço, o grupo falou...

18/07/2024 às 18h40

Mostra de pesquisa HGCA

Feira de Santana

Abertas as Inscrições para a XI Mostra de Pesquisa do Hospital Clériston Andrade

A XI Mostra de Pesquisa é um passo importante para a divulgação de estudos científicos e práticas inovadoras desenvolvidas na...

18/07/2024 às 16h36

VACINAÇÃO ANTERRABICA

Feira de Santana

Confira os bairros com aplicação da vacina antirrábica neste sábado

A imunização dos animais também pode ser feita na sede do CCZ, localizada na avenida Eduardo Fróes da Mota, S/N....

18/07/2024 às 16h19

Mutirão da Santa Casa de Misericórdia de Feira de Santana

Saúde

Santa Casa promove 150 atendimentos para diagnóstico da osteoporose; próxima edição acontece em agosto

A previsão da Santa Casa era atender cerca de 60 pacientes, demanda que foi surpreendida e ampliada para 150 pessoas....

18/07/2024 às 15h00

Inauguracao da Escola Helena Assis Suzarte

Feira de Santana

Em entrega da Escola Helena Assis, prefeitura anuncia PPP para implementar 30 novas creches  

A Escola Municipal Profª Helena Assis Suzarte, na Rocinha, soma-se às mais de 60 unidades construídas ou reconstruídas na cidade....

18/07/2024 às 13h09

image

Rádio acorda cidade