Educação Sustentável

1ª edição do seminário promovido pela Seduc debate ações para conectar à educação com a sustentabilidade

O evento reuniu secretários de Educação, ativistas, gestores escolares, executivos de empresas, representantes de instituições de ensino superior e da comunidade.

14/09/2022 às 07h02, Por Iasmim Santos

Compartilhe essa notícia

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Nesta terça-feira (13) aconteceu em Feira de Santana, a abertura da 1ª edição do “Seminário Inovação na Educação para a Sustentabilidade” promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Seduc).

O evento, que ocorreu no Teatro do Sesc, teve a participação de representantes de mais de 20 municípios da macrorregião de Feira de Santana, com o objetivo conjunto de debater ações que contribuam para uma educação voltada para a sustentabilidade.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Eduardo Athayde, diretor do WorldWatch Institute no Brasil (Wwi), abordou a importância de inovar e re-educar para a sustentabilidade.

“O WWWI foi fundado há cinquenta anos, junto com o Fórum Econômico Mundial e nós trabalhamos gerando cenários para a sustentabilidade. Cerca de cinco anos nós analisamos quais são as tendências em diversas setores da economia, na educação, na saúde, na preservação, no crescimento industrial, crescimento econômico e juntamos essas informações todas para produzir esses cenários, para atrair investimentos e orientar o público que nos acompanha, durante todo esse tempo, em como investir e como garantir a sustentabilidade no seu espaço,” contou.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Eduardo destacou em entrevista ao Acorda Cidade, que para trabalhar com sustentabilidade é necessário ter em mente a importância de usar ferramentas simples para promover o bem-estar de todos.

“A primeira coisa que nós temos que entender sobre sustentabilidade é simplicidade. Quem quiser trabalhar com sustentabilidade tem que pensar em simplicidade, menos é mais. Se você tem no seu guarda-roupa, por exemplo, várias camisas, calças, meias… roupas que você não usa há muito tempo. Cada peça de roupa dessa é uma cadeia produtiva. Se usa água, isso usa energia, usa matéria-prima e essas peças de roupa que não estão ao seu serviço podem estar a serviço de outros. E já que estamos trabalhando com a questão das mudanças climáticas, e as cadeias produtivas produzem essas mudanças, é possível reduzir essas de um lado e aumentar cadeias produtivas sustentáveis do outro,” explicou.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

A coordenadora geral de Gestão Estratégica da Educação Básica, do Ministério da Educação (Mec), Maria Luciana Nóbrega, ressaltou a importância de ações que pensam em promover a sustentabilidade e o desenvolvimento das crianças.

“O Ministério da Educação tem sempre apoiado as Secretarias de Educação tanto dos municípios quanto dos estados nessas iniciativas, como foi a iniciativa da Secretaria Municipal de Educação aqui de Feira de Santana e parabenizamos, porque é um evento muito importante.  A temática da Sustentabilidade da inovação são temas que as nossas crianças hoje precisam se preparar porque fazem parte do futuro do nosso planeta e é o que o XXI pode garantir. Então agradecemos muito a iniciativa aqui da Secretaria de Educação de Feira de Santana,” disse.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

A coordenadora Luciana também falou sobre a inclusão de temas ligados à educação ambiental na grade curricular das crianças.

“No currículo das escolas o tema da educação ambiental ele tem que estar presente em todas as etapas e modalidades da educação infantil, do ensino fundamental, do ensino médio e da educação de jovens e adultos, ” apontou.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

A Secretária Municipal de Educação, professora Anaci Paim, contou ao Acorda Cidade que a abordagem do evento é muito atual e contesta a inovação na educação com perspectiva de sustentabilidade. Além disso, a Secretária expôs que foi pretendido no evento esclarecer de forma prática os principais conceitos e direcionar as ações pedagógicas para conscientizar as crianças e os alunos para o ambiente em que vivem.

“Ninguém vive no estado, ninguém vive no país. Nós vivemos no município. A nossa casa, nossa residência, o nosso trabalho, tem o endereço e esse endereço é no município. É preciso ter esse conhecimento através de ações diversas de sustentabilidade, social, ambiental, econômica, enfim. Buscar dar condição para que as ações possam ser realizadas modernizando cada vez mais o conceito de desenvolvimento educacional,” esclareceu.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

A secretária destacou que mais ações nesse sentido devem ser promovidas para gerar mais oportunidade para as comunidades escolares.

“Nós apresentamos vários cases de sucesso na educação com o ensino fundamental, seis cases de sucesso com experiências, com depoimentos, com pronunciamento de alunos emocionantes, encantadores, mostramos como o aluno incorpora aquele conteúdo quando tem essa oportunidade prática… O objetivo é esse, expandir e criar cada vez mais oportunidade para que todas as escolas caminhem nessa direção.”

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Anaci Paim salienta também sobre a necessidade de ações que visam o desempenho dos alunos.

“Inovar não significa equipar as escolas com materiais diversos, com equipamentos. Significa buscar, valorizar e disseminar os valores que são importantes, os conceitos que são fundamentais para permitir que nossa comunidade tenha realmente cada vez mais um melhor resultado no desempenho do aluno no âmbito educacional. Também visa congregar os municípios vizinhos que estão assinando o pacto. A ideia é que o seminário seja o momento provocador para a acriação de um fórum de discussão sobre inovação para a educação com possibilidade de sustentabilidade. E os municípios que tiveram participando, cerca de uns vinte municípios vão assinar o documento que é o pacto que foi lido ao final da reunião exatamente com esse interesse.”

O próximo passo, segundo a secretária é realizar no próximo mês, uma reunião com o segmento empresarial de preferência a noite, com a finalidade de viabilizar uma maior participação. A temática a ser explorada será a mesma, porém fazendo um corte na abordagem pedagógica e dando um enfoque ao que deve ser interessante para o segmento empresarial.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“Várias empresas que já têm parceria conosco fizeram apresentação aqui nessa oportunidade e evidenciam que realmente é uma maneira também de garantir a sustentabilidade de ações e projetos complementares,” complementou.

Foi enfatizado no evento que algumas escolas em Feira de Santana já estão abraçando a sustentabilidade e isso é considerado um grande diferencial para a cidade, como observa Eduardo Athayde.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“Feira é a maior e mais rica cidade de todo o semiárido brasileiro.  O semiárido brasileiro é uma área maior do que todos os países europeus, menos a Rússia. Então, Feira tá dando exemplo para todo o mundo, é muito importante passar esses exemplos daqui para todos os outros que com certeza seguirão Feira de Santana. O meio ambiente é aquele local que precisa ser preservado onde nós estamos. E ele não está expresso só na sustentabilidade, mas também na economia e nos critérios da educação para construir uma sociedade mais igualitária e mais justa, destacou.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Com informações do repórter Ney Silva do Acorda Cidade

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Pontilhão

Feira de Santana

Pontilhão que liga os conjuntos Feira IX e Feira IV será reconstruído na próxima semana

A informação é do vereador Pastor Valdemir que, em pronunciamento na Câmara, comemorou a execução dos serviços pela Prefeitura na...

23/05/2024 às 17h04

Núcleo Agenda Bahia do Trabalho Decente

Feira de Santana

Núcleo da Agenda Bahia do Trabalho Decente é implantado em Feira de Santana 

A iniciativa do Governo do Estado, visa difundir os princípios do trabalho e obter contribuições para elaboração de políticas públicas....

23/05/2024 às 17h00

‘Café com Aroma de Cidadania’

Feira de Santana

Receita Federal incentiva doações para programas sociais através da declaração do Imposto de Renda; saiba como doar

O prazo para entrega do Imposto de Renda 2024 termina no dia 31 de maio.

23/05/2024 às 16h32

Lei Paulo Gustavo

Feira de Santana

Prefeitura promove oficina de elaboração de prestação de contas da Lei Paulo Gustavo no dias 4 e 5 de junho

As aulas vão ocorrer no Teatro Margarida Ribeiro. O primeiro dia da oficina, dia 4 de junho, será das 8h...

23/05/2024 às 15h51

Presidente do Conselho Tutelar - Antônio de Jesus Correia

Maio Laranja

Conselhos Tutelares apelam à sociedade que denuncie abusos sexuais a crianças e adolescentes

O presidente do Conselho número 2, Antônio de Jesus Correia, usou a Tribuna Livre da Câmara Municipal para falar sobre...

23/05/2024 às 15h26

Taxistas

Feira de Santana

Presidente do Sincaver responde sobre queixas feitas por associação na Câmara: ‘A vistoria é a mesma de 30 anos atrás’

Conforme Liomar Ferreira, as vistorias tem o objetivo de garantir conforto e segurança ao taxista, como também ao passageiro.

23/05/2024 às 12h08

image

Rádio acorda cidade