Bahia

Falta de abastecimento, suposto óleo em água e falta de limpeza; confira as reclamações da população

As reclamações foram enviadas ao Acorda Cidade via WhatsApp com fotos comprovando a situação.

18/02/2022 12h13, Por Kaio Vinícius

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Kaio Vinicius

Moradores do Povoado do Jacu, que fica no distrito de Matinha, em Feira de Santana, estão reclamando que a comunidade está sem água há mais de 15 dias. Eles informaram que já entraram em contato com a Embasa, mas nada foi feito.

Foto: Enviada pelo WhatsApp

“Às vezes a água chega por volta das 23h da noite, e as pessoas precisam ficar acordadas esse horário para conseguir um pouco de água para consumo, mas antes das 4h da manhã já não tem mais água. Essa noite mesmo (18), não caiu água. Estamos pedindo encarecidamente que a Embasa olhe para os moradores da zona rural. Estamos em um período vivenciando uma pandemia de covid-19 e um surto de gripe, e a água torna-se essencial não apenas para o consumo, mas para higiene,” relatou Michelle.

Ao Acorda Cidade a Embasa informou que devido às altas temperaturas registradas nos últimos dias e o consequente aumento do consumo, as pressões na rede que abastece a região diminuíram, prejudicando o fornecimento de água ao Povoado de Jacu, principalmente nos pontos mais altos da localidade.

Diante da situação, a Embasa informou que tem enviado carros-pipa e vai disponibilizá-los também neste final de semana para os locais mais afetados.

Mais reclamações

Já na cidade de Serra Preta, alguns moradores estão notando a presença de um óleo na água que vem do abastecimento da Embasa. Eles querem saber o que está acontecendo.

Foto: Enviada pelo WhatsApp

O Acorda Cidade também recebeu a reclamação de que a Rua Pedro Suzart, no bairro Serraria Brasil, próximo ao muro do Colégio Polivalente, está precisando de limpeza, já que a vegetação está alta e o lixo acumulado.
 

Foto: Enviada pelo WhatsApp

Foto enviada via WhatsApp

 

Moradores da Rua Pax, a principal do bairro Subaé, estão reclamando de um terreno baldio no local. Há lixo, mato e entulho. 

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade