EXCLUSIVO

Fernando Torres se filia ao DEM, com ficha abonada por lideranças do partido.

02/10/2009 11h09, Por Dilton e Feito

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O deputado estadual Fernando Torres acabou de assinar, exatamente neste momento, a ficha de filiação do DEM (Partido Democratas). A ficha foi abonada pelo ex-governador Paulo Souto, ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo de Carvalho, prefeito Tarcízio Pimenta e deputado ACM Neto. O ato de filiação aconteceu em Salvador.

Fernando Torres disse que optou pelo DEM por considerá-lo um grande partido. O deputado obteve 30 mil votos na última eleição e pretende dobrar esse número no próximo pleito. Até  hoje cedo especulava-se a possibilidade do deputado, que integrava os quadros do PRTB, filiar-se ao PSC ou PSDB.

Durante os próximos quatro meses Fernando Torres estará afastado da Assembléia Legislativa. O pedido de licença, disse, é por motivos pessoais.

deputado Fernando Torres

Os aniversariantes

Esta coluna não é social, como diria Reginaldo Tracajá, mas não podemos deixar de registrar que o dia 2 de outubro é duplamente festejado nos meios políticos feirenses. Comemoram aniversário o deputado federal Colbert Martins Filho e o ex-vereador e ex-deputado Humberto Cedraz. Pela manhã, choveram felicitações nos programas de rádio da cidade e certamente os dois serão muito festejados. Pronto, está dito.

 Deu no Política Livre
Regra de fidelidade fracassa e 45 políticos trocam de partido
 

Nas últimas semanas, pelo menos 45 deputados federais, senadores ou figuras de projeção nacional abandonaram ou estão para abandonar suas legendas com o objetivo de se filiar a novos partidos, não raro de campos ideológicos distintos. O número deve crescer até amanhã, data limite para que os candidatos às eleições de 2010 estejam filiados às legendas pelas quais pretendam concorrer em outubro do ano que vem.

O troca-troca deste ano deve ficar próximo ou superar o observado em 2005 – um ano antes das eleições gerais de 2006 -, quando não havia regra contra a infidelidade. Naquela época, foram registradas 60 migrações partidárias entre políticos de projeção nacional. Em 2007, a Justiça Eleitoral criou a regra da fidelidade partidária para acabar com o troca-troca de políticos entre os partidos. Por esse entendimento, o mandato pertence aos partidos, e não aos eleitos. Dos 18 políticos julgados pelo TSE até hoje, só um perdeu o mandato: o ex-deputado federal Walter Brito, da Paraíba. Informações da Folha.
 
Faltava intermediação
 
Foto: Andréa Trindade

As recentes declarações do deputado José Neto sobre a boa convivência entre o prefeito Tarcízio Pimenta e o governador Jaques Wagner não agradaram o ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho. Ele disse que nunca atrapalhou ou tentou intervir na relação entre os governos municipal e estadual – embora tenha dado palpite sobre a questão do Hospital Dom Pedro de Alcântara, sugerindo que a unidade deveria funcionar como o Hospital Santa Isabel, em Salvador. Há um aspecto interessante nessa história. Parece que faltava mesmo era uma boa intermediação entre os dois governos. Não é segredo para ninguém que um Zé nunca bateu bem com o outro. 
 
Não foi consultado
 
Foto: Divulgação

E por falar em José Ronaldo , toda vez que alguém lhe pergunta sobre a eventual candidatura da primeira dama Graça Pimenta a deputada estadual ele diz que não foi consultado, mas ressalta que ela tem todo o direito de se candidatar. A resposta do ex-prefeito deixa claro que ele quer mesmo ser consultado sobre a questão, como se dependesse dele a decisão final.
 
Estacionamento privatizado
 

Foto: Andréa Trindade

O Hospital Dom Pedro de Alcântara (HDPA) terá o estacionamento privatizado. A notícia foi confirmada hoje (01) pelo provedor da Santa Casa de Misericórdia, Outran Borges. Ele justificou que será uma fonte de renda para a instituição. Mesmo privatizado, o estacionamento terá vagas para a imprensa e carros oficiais. Já os condutores de pacientes terão um tempo de 15 minutos de parada gratuita. O preço será R$ 2,50 a primeira hora e R$ 1,00 por cada hora subseqüente.

Alarme falso

Os homens que se encontravam na praça de alimentação do Boulevard Shopping e que foram apontados por uma das vítimas de assalto em uma clínica da cidade não eram os assaltantes. Diante da denúncia, a segurança do shopping acionou a polícia, que abordou os suspeitos e constatou o equívoco. Ou seja, os marginais que estão se especializando nesse tipo de assalto continuam soltos.

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade