Feira de Santana

Ex-presidiário é morto a tiros dentro de carro em Feira de Santana

Vítima estava com a esposa, a filha de 3 anos e o motorista do veículo. A polícia vai investigar o crime.

10/07/2020 14h30, Por Andrea Trindade

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Acorda Cidade

Atualizada às 18:59

Um homem de 25 anos morreu no início da tarde desta sexta-feira (10) após ser baleado dentro de um carro em Feira de Santana. A vítima, identificada como Lucas Rodrigues dos Santos, de 25 anos, ex-presidiário, estava em um veículo com a esposa Amanda Silva Castro, 20, e a filha de 3 anos, quando o condutor do veículo de prenome Felipe parou o carro em um posto de combustível, na BR-116 Norte, no bairro Campo Limpo, para a esposa da vítima comprar água.

Neste momento dois homens em uma motocicleta se aproximaram e atiraram. A esposa da vítima relatou inicialmente que os homens anunciaram um assalto, mas a polícia vai investigar se houve um latrocínio (roubo seguido de morte) ou um latrocínio.  Ela disse que Lucas Rodrigues teria reagido e foi baleado. Os bandidos fugiram levando o celular dele. O motorista saiu com o carro em busca de socorro com a vítima baleada no banco traseiro, mas ao chegar em frente a uma locadora de veículos e à subestação da Coelba, na Avenida Maria Quitéria, Lucas não resistiu e morreu.


 

Ele morava na Fazenda Regalo I, no município de Serrinha, e o veículo onde estava fazia transporte clandestino (Ligeirinho). A esposa de Lucas informou que o mesmo cumpriu pena no presídio de Serrinha por tráfico de drogas e durante o caminho vinha conversando com uma pessoa pelo celular.

A polícia suspeita que levaram o celular para os investigadores não terem acesso às conversas com provável autor.

“Eu desci do carro e fui comprar uma água. Aí dois homens em uma ciquentinha branca pararam, pediram o celular dele, mas ele não quis passar aí eles puxaram, atiraram e levaram o celular. A gente saiu de Serrinha e estávamos indo para Salvador, para a casa da minha irmã. A gente ficou sem saber o que fazer, aí vimos a viatura aqui na frente, paramos e pedimos socorro”, relatou a esposa ao Acorda Cidade.

Fotos: Aldo Matos/Acorda Cidade
 

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência esteve no local e atestou o óbito. A polícia vai investigar o assassinato. O corpo foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade