Artigo

Eu preciso de Deus

Ele se manifesta na Bíblia e em todas as coisas que ele criou

29/03/2022 11h58, Por Kaio Vinícius

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Eu preciso de Deus. Você precisa de Deus. É impossível ficarmos indiferentes diante dele. Não procurá-lo é frustrante. Querendo ou não, a existência humana é uma busca contínua de nossa união com ele. Se dele fugirmos, acabaremos procurando somente a nós mesmos e não encontraremos nada que nos realize.

DEUS se manifesta na Bíblia e em todas as coisas que Ele criou. Ele se manifesta no silêncio, na natureza e na beleza da criação. Quando menos esperamos, somos tocados por Deus nos olhos vivos e inocentes de uma criança, no rosto desfigurado de um doente, na face emagrecida de um faminto, de um morador de rua, de um migrante… São Francisco de Assis via sinais da presença de Deus em todas as criaturas, situações e acontecimentos.

PARA ESCÂNDALO nosso, Deus, muitas vezes, revela-se nos momentos de fraqueza e, no próprio pecado. Nessas horas, o orgulho humano desmorona e a pessoa se abre para Deus, que então se revela. Quantas pessoas encontraram Deus no leito de dor de um hospital! E quantos, encontraram a Deus nas horas de saudade, de separação e de morte! Quantos estão encontrando Deus nesse tempo de Pandemia!

A PESSOA de fé, vê a ação de Deus em todos os acontecimentos. Ele está presente em tudo o que acontece mesmo que seja algo, aparentemente, absurdo como a morte de uma criança. A fé nos ensina que tudo concorre para o bem dos que crêem e amam a Deus. “A força de Deus é esta: fazer resultar em bem tudo que nos acontece, mesmo as coisas ruins. Ele está presente em nossas enfermidades e sofrimentos porque, com Deus, a vida não morre jamais” (Papa Francisco).

O AFASTAMENTO de Deus e de seus ensinamentos não é liberdade. Teremos, uma sensação de liberdade. Acharemos que estamos livres de qualquer amarra para realizarmos nossos desejos. Mas, veremos que a “liberdade” foi escravidão. Pensávamos estar livres de tudo, mas estávamos amarrados na pior das escravidões: de nós mesmos, de nosso egoísmo, da vaidade, do dinheiro, do poder, do sexo…

SÓ EM DEUS encontraremos paz e felicidade. Ele é o ponto de partida para nossa viagem ao encontro dos irmãos e irmãs. Nele está a força para uma existência feliz, apesar dos problemas e dos sofrimentos. Dele vem a energia que nos faz vencedores, apesar das derrotas. Santo Agostinho dizia: “Senhor, meu coração anda inquieto até que não repousar em vós”.

Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]

 

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Captcha

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade