Feira de Santana

Estagiários da educação municipal fazem manifestação para reivindicar pagamento e elaboração de contratos

Paula Soto, chefe de gabinete da Secretaria de Educação relatou que o atraso no pagamento dos estagiários aconteceu porque a secretaria está trabalhando na elaboração dos contratos.

08/05/2019 13h53, Por Rachel Pinto

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Rachel Pinto

Cerca de cem professores estagiários da Rede Municipal de Educação realizaram uma manifestação na manhã desta quarta-feira (8) em Feira de Santana, para reivindicar o pagamento da bolsa estágio e também a elaboração dos contratos. De acordo com os estagiários, desde o mês de fevereiro que a bolsa não é paga eles estão preocupados porque pela falta de regularização do contrato não tem garantia que vão receber.

Foto: Paulo José / Acorda Cidade

A estagiária Irande Correia, relatou em entrevista ao Acorda Cidade que desde fevereiro estagia em uma escola no bairro Parque Brasil e até o momento não teve nenhuma informação sobre o contrato. Ela considerou a situação uma falta de respeito e informou que a Secretaria de Educação não deu nenhuma justificativa concreta e objetiva sobre o assunto.

“Não tem previsãopara a gente receber e sem falar que estamos assumindo a sala de aula como regentes”, declarou.

Mônica Santos que também é estagiária, afirmou que devido a falta de pagamento da bolsa está com as contas atrasadas, inclusive a mensalidade da faculdade.

Foto: Paulo José / Acorda Cidade

“Desde fevereiro até hoje estamos sem receber. As contas só chegando e a gente sem resposta de nada”, frisou.

Andressa dos Santos Araújo que estagia em uma creche no bairro Mangabeira informou que também está com muitas contas atrasadas e que além da bolsa estágio, também foi suspensa a entrega do vale-transporte.

“A bolsa é no valor de R$510 e são dois vales por dia. Não recebemos nem a bolsa e nem o vale e o jeito é pedir dinheiro emprestado aos parentes para poder ir trabalhar”, acrescentou.

Paula Soto, chefe de gabinete da Secretaria de Educação relatou ao Acorda Cidade que o atraso no pagamento dos estagiários aconteceu porque a secretaria está trabalhando na elaboração dos contratos. Segundo ela, esse processo é burocrático e atualmente existe uma média de 600 novos estagiários com essa pendência.

Paula se reuniu com uma comissão de estagiários durante a manhã e explicou as providências que estão sendo tomadas para agilizar a realização do pagamento.

“A assinatura dos contratos já foi encaminhada para a administração e depois será o pagamento. Não é atraso nos pagamentos, o que acontece é que os estagiários são de contratos novos e existe todo um processo para a tramitação desses contratos. Explicamos a situação, eles entenderam e aceitaram”, finalizou.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade
 

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade