Mundo do Trabalho

Esportes de aventura ajudam a desenvolver competências importantes para o mercado de trabalho

Exposição a situações diferentes do cotidiano e que estimulam a adrenalina, além de promoverem a melhora da saúde mental, também geram capacidades como autoconfiança, comunicação e tomada rápida de decisões.

26/10/2020 às 10h07, Por Rachel Pinto

Compartilhe essa notícia

Acorda Cidade

Além de proporcionar benefícios clássicos de atividades físicas, como melhora da capacidade respiratória, aumento da resistência, equilíbrio, flexibilidade, diminuição do estresse, entre outros, os esportes de alto risco também estimulam o desenvolvimento de capacidades importantes para quem deseja se destacar no mercado de trabalho ou evoluir como profissional, como calma, autocontrole, raciocínio lógico e liderança.

Isto porque essas atividades apresentam situações diferentes das do cotidiano, nas quais há a oportunidade de aprender do zero como lidar com os desafios, o que permite o desenvolvimento de habilidades que não foram construídas na infância – período no qual a maioria dos aprendizados acontece –, ou até mesmo que já existiam, mas não eram percebidas por falta de oportunidades de expressá-las no cotidiano.

Além disso, os esportes de aventura proporcionam descargas de adrenalina no corpo. Esse hormônio responsável por deixar o corpo em alerta, preparado para fuga ou combate, também é visto por diversos estudiosos como benéfico para a saúde mental. É o que indica uma pesquisa da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, que liga a adrenalina à melhora de doenças psiquiátricas que costumam prejudicar as pessoas em ambiente de trabalho, como ansiedade, depressão, hiperatividade e déficit de atenção.

De acordo com outro estudo publicado na revista acadêmica Frontiers in Psychology, o mergulho, por exemplo, é comparado a técnicas utilizadas para tratamentos mentais, como a meditação, já que promove atenção sobre o corpo e controle respiratório, o que leva à redução do estresse, melhora no humor e melhorias na concentração e percepção sensorial.

Veja algumas das competências que podem ser desenvolvidas e os esportes que as estimulam.

Superação de limites

Todos os esportes, em especial os de aventura, propõem situações diferentes do comum, que exigem a tomada de atitudes que talvez nunca foram tomadas antes. A experiência envolvendo novidades ajuda a quem as pratica a descobrir que é possível se desenvolver e sair da zona de conforto.

Autoconfiança

Quem busca melhorar a autoconfiança pode conseguir desenvolver essa qualidade com mais facilidade em atividades individuais, como skate, mountain bike e escalada, já que nesses esportes o bom desempenho depende apenas do praticante.

Trabalho em grupo e comunicação

Diferentemente da competência anterior, essas são provocadas quando há necessidade de traçar estratégias em conjunto. Noairsoft – esporte que utiliza armamentos “falsos” para recriar cenários de combate –, por exemplo, é necessário que os grupos se organizem para traçar estratégias nas quais a atuação de cada um dos participantes é essencial para que o time inimigo seja derrotado. Outros exemplos são o trekking, a caminhada em grupo e o rafting – descida por correnteza em barco inflável.

Tomada rápida de decisão

Skate, trekking, escalada, surfe e rafting são algumas das atividades que exigem raciocínio lógico rápido e ajudam a desenvolver uma leitura eficiente do ambiente em busca de soluções, o que estimula também a percepção de pontos fracos e fortes e o controle do medo. 

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade