Dia do Homem

Especialista reforça importância da prevenção ao câncer de próstata e cuidados com a saúde do homem

De acordo com o médico urologista, é preciso que os homens compreendam a necessidade de preservação da saúde física, mental e espiritual, a partir da adoção de hábitos de vida saudáveis.

15/07/2021 17h09, Por Gabriel Gonçalves

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Laiane Cruz

Nesta quinta-feira (15) é comemorado o Dia do Homem. A data busca chamar a atenção e conscientizar a população masculina acerca dos cuidados com a saúde e a prevenção de doenças, como o câncer de próstata.

De acordo com o médico urologista, João Batista Cerqueira, é preciso que os homens compreendam a necessidade de preservação da saúde física, mental e espiritual, a partir da adoção de hábitos de vida saudáveis.

“Precisamos de bem estar físico e mental, por isso investir na preservação da saúde e, para tal, com bons hábitos de vida, um estilo de vida equilibrado, utilizando-se os alimentos necessários à sobrevivência, combatendo-se a obesidade, praticando exercício físico, mas cuidando também do componente espiritual. Nós não somos somente corpo físico, somos também espiritual. Por isso importante preservar esse binômio”, ressaltou o especialista.

Prevenção

O médico João Batista explicou que a urologia trata das doenças do aparelho gênito-urinário masculino e feminino. Ele explicou que o aparelho urinário no homem é composto por rins, ureteres, bexiga e uretra, e do sistema genital fazem parte o pênis, bolsa escrotal, e os membros internos testículos, epidídimos, cordão espermático, vesícula seminal e próstata.

“Se o homem não tem queixas relacionadas aos órgãos que compõem esses dois aparelhos, a necessidade dele fazer uma avaliação urológica começa a partir dos 45 anos, para prevenção secundária, que é a consulta médica, para avaliação de possível desenvolvimento de doença prostática. Portanto, se não tem queixas, somente a partir dessa idade”, orientou.

Ele esclareceu ainda que a urologia está disponível para qualquer pessoa que apresente queixas também relacionadas à vida sexual, esvaziamento e produção de urina, distúrbios relacionados aos órgãos genitais externos e internos, doenças urológicas crônico-degenerativas, cânceres, rim, bexiga, próstata, testículo, são sempre objetos de trabalho da urologia, que busca cada vez mais estar qualificada para poder intervir na qualidade de vida.

“A próstata é um órgão genital masculino interno. Todo homem tem e é importante na vida reprodutiva do paciente, pois ela produz uma substância que compõe o sêmen, importante para a sobrevivência do espermatozoide. Só que este órgão, a partir dos 33 anos, por força principalmente do envelhecimento e das alterações hormonais, ele começa a desenvolver doença, que pode ser benigna ou maligna, que é o câncer. A doença benigna, que é chamada de hiperplasia prostática benigna vai acometer 85% dos homens ao longo da vida. Já o câncer começa a aparecer a partir dos 45 anos e na medida em que evolui vai aumentando a quantidade de incidência desse agravo na população masculina”, explicou.

Portanto, como prevenção primária, o urologista orienta que os homens invistam mais no seu estilo de vida, através da prática de esporte, sendo o ideal pelo menos três vezes por semana de atividade física durante 50 minutos, e a segunda forma de prevenção é o hábito alimentar, pra que se evite sobrepeso ou obesidade, pois este é um fator que pode desencadear doenças urológicas. Homens e mulheres obesos têm 12 tipos de câncer mais comuns que aqueles que são magros, reforçou o médico.

Tratamento do câncer de próstata

Conforme o médico urologista João Batista, quanto mais precoce o paciente identificar o câncer prostático, maior chance de cura tem.

“O paciente pode inicialmente não sentir absolutamente nada, e a doença cancerosa na prática ter começado, por isso a forma de prevenção secundária é os pacientes procurarem o médico pra fazer sua avaliação a partir dos 45 anos, para exatamente identificarmos o câncer antes que ele apresente sintomas, porque se isso acontecer o paciente tem 95% de chances de ficar curado”, destacou o especialista ao Acorda Cidade.

Quanto ao tratamento, podem ser duas as condutas médicas, que levam à cura do paciente prostático hoje: a cirurgia, chamada prostatectomia radical ou a radioterapia conformacional.

“Por essas técnicas se consegue curar 95% dos pacientes desde que estejam em fase inicial. Somente precisarão de tratamento quimioterápico aqueles que não têm chance de cura do câncer prostático. A próstata com doença neoplásica maligna pode ser tratada e curada, desde quando esteja em uma fase inicial”, disse.

Com informações do repórter Ney Silva do Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade