Feira de Santana

Empresa responsável por guinchos que prestam serviços à SMT esclarece apreensão feita pela PRF

A empresa informa qual foi a infração cometida e que todos os demais veículos estão em total regularidade e a disposição para vistorias.

30/10/2019 16h38, Por Andrea Trindade

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Andrea Trindade

A empresa Resoluti, responsável pela remoção de veículos apreendidos pela Superintendência Municipal de Trânsito (SMT), e que teve um de seus veículos apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no último sábado (26) esclareceu, por meio de nota, que o guincho apreendido foi um veículo reserva e que no momento da remoção não estava de serviço, mas em deslocamento entre garagens.

A empresa informou ainda que, diferente do que estava sendo divulgado nas redes sociais, a infração cometida não foi por falta de pagamento do licenciamento, mas por “conduzir de veículo com vidros total ou parcialmente cobertos por película refletiva ou não, painéis decorativos ou pinturas”, e “conduzir veículos com equipamento obrigatório em desacordo com o estabelecido pelo Contran (validade do selo do tacógrafo)”.

A Resoluti acrescentou que soube da suspensão temporária dos serviços de remoção de veículos através do portal Acorda Cidade, após a apreensão, mas que não havia sido comunicada pela SMT até aquela data. Vale destacar que a informação da suspensão foi passada pelo órgão e publicada também no site oficial da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.

A prestadora de serviço recebeu um ofício posteriormente da SMT e, em resposta, encaminhou ao órgão municipal de trânsito a relação de todos os veículos e seus condutores, além de cópias de documentos relativos aos veículos e motoristas, comprovando que atua em legalidade.

A Resolute informou ainda que todos os veículos estão à disposição para serem vistoriados e que tanto o guincho em questão quanto o condutor, encontra-se regulares quanto as demais normas e exigências determinadas a legislação vigente, diferente das afirmações disseminados nas redes sociais.

Na nota, a empresa também disse que no dia da apreensão os agentes “realizaram a aferição em todos os veículos que operam na prestação de serviços da Resoluti, não sendo alvo de qualquer autuação”, diante da regularidade em que os demais veículos se encontravam.

A prestadora destaca ainda, em nota, que “lamenta o ocorrido e informa que presta serviço na sua máxima competência, e que, frequentemente, realiza a inspeção de seus veículos, assim como monitora os seus condutores. “Infelizmente não alcançamos a perfeição, evidência apenas a esta irregularidade ao veículo ocorrido, que se tratava de veiculo ‘guincho’ reserva, que não efetuava operação de remoção, e que estava apenas no decurso de trajeto entre garagens, e por este motivo passou desapercebido a validade do selo do tacógrafo, mas em regularidade com todas as demais exigências estabelecidas em lei”, frisou.

A empresa disse também que “a frota de guinchos prevista em contrato está completa e apta para realizar as prestações de serviços ora solicitadas” e “quanto ao veículo reserva, já estão sendo tomadas todas as medidas corretivas, e, uma vez sanado o problema, será disponibilizado a Superintendência para que se efetue nova vistoria”.

A Resoluti diz estar a disposição para esclarecer todos e quaisquer fatos referentes à prestação de todos os serviços previstos no contrato firmado com a SMT. 

Leia também:
Especialista diz se operações realizadas pela SMT com guincho apreendido pela PRF têm legalidade

PRF apreende guincho que presta serviço para a SMT

Prefeitura suspende serviço de remoção de veículos temporariamente

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Captcha

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade