Eleições

Simone Tebet defende investimento em ciência e tecnologia fora do teto

Candidata defende que a área é responsabilidade do governo federal.

25/08/2022 às 09h46, Por Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

Foto: Divulgação/ Simone Tebet

Agência Brasil- Investimentos na área de ciência e tecnologia fora da regra do teto de gastos é uma das propostas defendidas pela candidata do MDB à Presidência da República, Simone Tebet, nesta quarta-feira (24).

Após reunião com representantes da Fundação Abrinq, em São Paulo, onde assinou um termo de compromisso com o Programa Presidente Amigo da Criança, a presidenciável avaliou que o Brasil está atrasado no que se refere à inovação. Segundo ela, a iniciativa privada investe 60% em tudo que é inovação e não consegue concorrer com o mundo por ter que desembolsar algo que tem que ser responsabilidade do governo federal. A candidata assumiu o compromisso de não fazer contingenciamento ou retenção de qualquer forma de verbas no setor

O empenho dos cientistas ao longo da pandemia de covid-19 foi um dos pontos mencionado pela candidata à Vice-Presidência da chapa, MaraGabrilli. Ela destacou ainda a posição de cientistas brasileiros em ranking da Unesco..

Segurança


Entre as propostas na área de segurança pública, Simone Tebet prometeu criar o Ministério Nacional da Segurança Pública. A candidata destacou que a maior parte das drogas e das armas brasileiras entram pelos estados fronteiriços, especialmente pelo Mato Grosso do Sul. A candidata diz que o combate ao narcotráfico e ao crime organizado é uma responsabilidade dos governos federais com os governos estaduais.

Sobre política de armamento, a candidata prometeu revogar decretos que ampliam o acesso às armas. “Eu sou radicalmente contra o porte de armas no Brasil”, ressaltou, acrescentando que não há como aceitar o porte de armas no Brasil.

A emedebista lembrou ainda que a posse de armas nos termos da lei é uma realidade. “Vamos fiscalizar dentro das regras que já existem. Essa não é a prioridade do Brasil, a prioridade é matar fome, erradicar a miséria”, acrescentou.

A candidata defende “transparência absoluta” nos ministérios, caso eleita. “A caneta vai funcionar através de um ato normativo que todos os ministros, a partir do primeiro dia, publiquem tudo no portal da transparência para a sociedade acompanhar para onde está indo esse dinheiro, de que forma está indo, quem pediu e com isso vamos acabar com o orçamento secreto, superfaturamentos, de ônibus, merendas, notas frias que cheguem para serem pagas, essa é a prioridade absoluta”, ressaltou.

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade