Educação

Professores da rede municipal cobram ações contra o prefeito na Câmara

A professora Marlede Oliveira criticou o veto ao reajuste dos salários.

03/08/2022 12h40, Por Laiane Cruz

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Os professores da rede municipal de ensino acompanharam a sessão da Câmara de Vereadores nesta quarta-feira (3), para cobrarem a adoção de medidas contra o governo do prefeito Colbert Martins.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

A professora Marlede Oliveira, que é presidente do sindicato APLB Feira, usou a tribuna da Câmara para criticar o veto feito pelo chefe do poder executivo ao projeto de lei dos vereadores que aprovava o reajuste dos salários para a categoria.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Os vereadores aprovaram o salário e o prefeito vetou, e tem a questão do pagamento dos salários parcelados. É um caos o que nós estamos vivendo. Então é preciso que alguém tome decisões contra o governo. Vamos solicitar agora da Justiça, que alguns acham que não é verdadeira, a prisão do prefeito Colbert. Como o prefeito não respeita a decisão judicial e continua dizendo que a gente recebe hora extra? E a secretária Anaci Paim respondeu para a Justiça que ela continua pagando parcelado porque são horas extras. Desde 2020 não temos reajuste. Os professores estão doentes e precisam ser respeitados pelo governo, que não tem nenhum apreço pela categoria. Está faltando diálogo”, declarou em entrevista ao Acorda Cidade.

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.

Compartilhe essa notícia

image image image image image image
Categorias Educação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade