Educação

Prefeitura reconhece mais 26 professores com mudança de referência

No total, 65 professores da rede municipal obtiveram a progressão nos últimos trinta dias.

22/06/2022 10h54, Por Acorda Cidade

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Foto: ACM

“A mudança de referência é, sobretudo, o reconhecimento da formação e dedicação do docente que aceita o desafio de oferecer à sociedade o melhor para a escola pública. Da formação à prática”, afirma a professora Maria Angélica Matos Pereira, diretora do Centro Municipal de Educação Infantil Paulo Almeida Cordeiro. Ela é uma das professoras que teve acesso à progressão funcional vertical.

Assim como Maria Angélica, mais 65 professores da rede municipal obtiveram a mudança de referência, nos últimos trinta dias. O processo influencia diretamente no salário dos professores, sendo proporcional à sua formação.

Gradativamente as solicitações dos professores estão sendo concedidas. Até o momento, 47 professores saíram da referência E (de graduação) para F (de especialização); dois da E para G (de mestrado). Seis docentes avançaram da referência F para G, correspondente ao mestrado.

O município também atualizou seu quadro de servidores que estavam enquadrados nas categorias de A a D. Desta forma, todos os educadores da rede possuem no mínimo a graduação, avançando para a categoria E.

A professora Angélica, do início da matéria, é formada em pedagogia e especialista em Sociedade e Educação, Psicomotricidade e Gestão de Pessoas, além de ser mestranda em Educação pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Para ela, o servidor e a administração pública “precisam estar de mãos dadas para responder à sociedade com uma educação de qualidade, unindo qualificação e valorização profissional”.

Portarias no Diário Oficial Eletrônico

A progressão funcional vertical dos professores está sendo publicada constantemente no Diário Oficial Eletrônico do município. Por isso, o acompanhamento do periódico é importante.

As últimas portarias foram disponibilizadas nas edições do dia 16 (última quinta-feira), do dia 21 (ontem) e nesta quarta-feira, 22. Nestas, foram contemplados 8, 7 e 11 professores, respectivamente.

Com informações da Secretaria Municipal de Comunicação Social

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

image image image image image image
Categorias Educação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. Cidadão Feirense disse:

    Grande coisa! Isso não é bondade nem mérito do governo municipal. É direito! Se o professor investiu em estudos de especializaçã, mestrado e doutorado, ela ou ele tem direito de percecer seu salário de acordo com a sua titulação máxima. Qual a novidade disso? A novidade é que algos estão sendo contemplados depois de anos de luta e reivindicações. E digo mais: ainda tem muita gente para ser contemplada. No concurso de 2018, quase todos os professores têm especialização e diversos com mestrado e / ou doutorado! É direito, não bondade! Se saia, Colbert!

  2. Cidadão Feirense disse:

    Grande coisa! Isso não é bondade nem mérito do governo municipal. É direito! Se o professor investiu em estudos de especialização, mestrado e doutorado, ela ou ele tem direito de perceber seu salário de acordo com a sua titulação máxima. Qual a novidade disso? A novidade é que alguns estão sendo contemplados depois de anos de luta e reivindicações. E digo mais: ainda tem muita gente para ser contemplada. No concurso de 2018, quase todos os professores têm especialização e diversos com mestrado e / ou doutorado! É direito, não bondade! Se saia, Colbert!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade