Artigo

A casa da vida

O dia do Meio Ambiente, deve servir para uma séria reflexão sobre nosso papel diante do mundo em que vivemos.

31/05/2022 10h08, Por Dom Itamar Vian

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Os calendários assinalam para 05 de junho, o Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia, ou da Casa Comum e da Casa da Vida. Essa data, como outras, pode ter virado um fenômeno da moda. Mas, diante da dramática situação atual, é impossível permanecermos calados. Por isso, o dia do Meio Ambiente, deve servir para uma séria reflexão sobre nosso papel diante do mundo em que vivemos.

O TERMO ecologia foi criado, em 1866, pelo biólogo e zoólogo alemão Ernest Haeckel, falecido em 1919. A palavra vem do grego: oikós, casa e logia, ciência. Trata-se, portanto, da ciência que visa preservar a Terra, nossa “Casa Comum”, o ambiente e todos os seres vivos. O homem está destruindo a natureza. Na década de cinquenta, temia-se a bomba atômica. Hoje, a poluição é bem pior que a bomba. Está destruindo a Casa da Vida.

O PAPA Francisco, para alertar o mundo sobre a grave situação do meio ambiente, lançou a carta Encíclica “Laudato Si” (Louvado Seja) sobre o cuidado da Casa Comum. A carta, é um reforço significativo à corrente da sociedade que grita na tentativa de frear a exploração dos recursos naturais e garantir a sobrevivência do planeta.

O CAMINHO para cuidar da Casa da Vida – do Planeta Terra – é a educação. Uma boa educação familiar e escolar, em tenra idade, coloca sementes que podem produzir efeitos durante toda a vida. A família é o lugar onde a vida, dom de Deus, deve ser acolhida e protegida contra os múltiplos ataques a que está exposta. Quem não cuida da natureza, não cuida da vida.

NO PRIMEIRO capítulo da Bíblia, Deus confia ao homem o cuidado da Casa da Vida. A tarefa não está sendo cumprida. Todos, de alguma maneira, somos coniventes. Se alguém derruba uma árvore, essa, desaparece para todos. Hoje, o meio ambiente se apresenta com renovadas exigências. Por isso, é bom recordar a velha, mas cada vez mais atual frase: Deus nunca se vinga, os homens às vezes, a natureza sempre. Ou, Deus sempre perdoa, os homens às vezes, a natureza nunca.

O DIA MUNDIAL do Meio Ambiente e da Ecologia deve ser, portanto, um sino que soa chamando para o grande encontro do homem com a natureza. Não destrua a natureza! Respeite a natureza! Ela é nossa vida. Não tem como falar para reagir, mas reage não falando. Respeitar a natureza é um ato de inteligência consigo mesmo e um ato de amor aos filhos do presente e do futuro. É também, uma maneira de louvar a Deus, Criador de todas as coisas.

Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade