Dívida do Fies pode durar cerca de 25 anos

O estudante que financiou o curso em uma faculdade privada com ajuda do Fies, programa de financiamento estudantil do governo federal, corre o risco de se formar sem conseguir quitar o débito. Com juros cada vez mais baixos, já que os contratos a partir de 2010 terão juros de 3,5% ao ano, o crédito permite […]

04/09/2009 16h41, Por Dilton e Feito

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O estudante que financiou o curso em uma faculdade privada com ajuda do Fies, programa de financiamento estudantil do governo federal, corre o risco de se formar sem conseguir quitar o débito.

Com juros cada vez mais baixos, já que os contratos a partir de 2010 terão juros de 3,5% ao ano, o crédito permite ao estudante cursar o ensino superior pagando apenas metade da mensalidade devida e quitar o restante em até duas vezes o tempo do curso.

A falta de vagas em determinadas áreas do mercado de trabalho e a baixa remuneração, principalmente para recém- formados, no entanto, levam grande parte dos beneficiados à inadimplência.

O FIES
Hoje,existem 473.340 contratos de Fies ativos no país. Na Bahia, 50.853 estudantes já foram beneficiados e 30.723 operações estão em vigor no estado. Segundo o Ministério da Educação, a inadimplência no programa é de 10,7%.

Nesses casos, a renegociação é a única saída, mas, apesar de conseguir incorporar o valor em atraso às parcelas restantes, a maioria se vê obrigada a dilatar o prazo de pagamento, assumindo compromisso de até 300 meses para conseguir uma mensalidade que caiba no orçamento.

Uma outra alternativa é pedir a extensão do prazo de financiamento, diluindo os valores para manter a parcela próxima do valor original.“ Também é possível optar pelas duas formas de repactuação”, esclarece Pereira.

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade