Política

Diretora do Serpro nega venda de dados pessoais de brasileiros

Maria da Glória informou que o acesso aos dados processados pelo Serpro — sejam da Receita Federal ou de outros órgãos de governo — é permitido desde que devidamente autorizado pelo órgão gestor dos dados.

13/06/2018 às 17h00, Por Brenda Filho

Compartilhe essa notícia

A informação de que dados pessoais de brasileiros são vendidos pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) foi negada pela diretora-presidente da empresa, Maria da Glória Guimarães dos Santos, nesta quarta-feira (13), em audiência pública da Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC). A reunião teve o objetivo de esclarecer fatos decorrentes de investigação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), segundo os quais o Serpro estaria fornecendo informações ao site Consulta Pública. Maria da Glória informou que o acesso aos dados processados pelo Serpro — sejam da Receita Federal ou de outros órgãos de governo — é permitido desde que devidamente autorizado pelo órgão gestor dos dados. Um convênio define as informações a serem cedidas, a forma de acesso e a finalidade de uso dessas informações. O processo é monitorado e controlado por certificação digital e por marca d'água. A diretora admitiu que, por ser empresa, o Serpro formaliza contratos de prestação de serviços, e ressaltou que essa conduta é legal, prevista na lei que criou o órgão (Lei 5.615, de 1970). "Um por cento apenas dos recursos da empresa vem desse tipo de serviço. Os outros 99% vêm de trabalhos para o governo federal, como arrecadação, Imposto de Renda, toda a atividade de importação e exportação, manutenção de CPF, CNPJ. É importante ressaltar que, como empresa, a gente tem que se manter", disse. O promotor de Justiça e coordenador da Comissão de Proteção de Dados Pessoais do MPDFT, Frederico Meinberg Ceroy, destacou que o governo precisa de informações confiáveis e de qualidade para oferecer políticas públicas eficientes. Por isso, ele considera que os dados têm, para a Administração Pública, o mesmo papel que o sangue desempenha no corpo humano. "Quando esses dados começam a sair do “corpo do Estado”, há uma “hemorragia”, que vai enfraquecer o Estado e a sociedade. Eu entendo a importância do Serpro, mas precisamos julgar e entender procedimentos e analisar se eles são os mais adequados", ponderou. Ceroy disse que pediu a suspensão do site Consulta Pública porque as informações oferecidas chamavam atenção, por nunca terem sido vistos em outros portais. Ele afirmou que os sistemas governamentais trabalham apenas com dois dados fundamentais para excluir homônimos: data de nascimento e nome da mãe. O site investigado, segundo o promotor, já informava até o nome da mãe dos cidadãos. As informações são da Agência Senado. 

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Com mais de 600 apoiadores, Lulinha lança pré-candidatura a vereador em Feira de Santana

Política

Com mais de 600 apoiadores, Lulinha lança pré-candidatura a vereador em Feira de Santana

Entre os presentes, destacaram-se o prefeito Colbert Martins, o ex-prefeito José Ronaldo, o deputado federal Gabriel Nunes e o...

27/05/2024 às 15h31

Expedito Eloy

Feira de Santana

Finanças municipais: números do 1⁰ quadrimestre vão ser apresentados à Câmara nesta quarta (29)

A audiência pública contará com a participação da Secretaria Municipal da Fazenda, responsável por fazer a descrição dos resultados obtidos....

27/05/2024 às 12h57

Edvaldo Lima

Feira de Santana

Servidores do Estado reclamam de revisão salarial parcelada e sem efeito retroativo

O vereador Edvaldo Lima foi procurado por profissionais da enfermagem, que pediram para relatar na Câmara a insatisfação.

27/05/2024 às 12h51

No lançamento da pré-candidatura do PT à prefeitura de Conceição do Coité, Wagner e Éden apostam na vitória de Assis

Política

No lançamento da pré-candidatura do PT à prefeitura de Conceição do Coité, Wagner e Éden apostam na vitória de Assis

Estavam presentes também no evento os secretários de Estado Afonso Florence, Osni Cardoso e Elisângela Araújo, além das deputadas Fátima...

27/05/2024 às 11h38

Ministro do STF

Dilton e Feito

Moraes rejeita recurso de Bolsonaro para que decisão que o tornou inelegível seja analisada pelo STF

Defesa do ex-presidente e seu vice recorreu contra condenação, no TSE, da chapa que disputou a eleição de 2022.

26/05/2024 às 21h06

Presidente da Câmara de Vereadores de SAJ espancado durante assalto recebe alta do hospital

Bahia

Presidente da Câmara de Vereadores de SAJ espancado durante assalto recebe alta do hospital

A Polícia Civil informou que a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) está realizando diligências para identificar e...

26/05/2024 às 08h05

image

Rádio acorda cidade