Política

Otto tenta levar PSD à base de Lula no 1º turno

Não é novidade que Otto integre os esforços de alguns quadros do PSD para levar o partido aos braços de Lula.

24/07/2022 11h27, Por Dilton e Feito

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

O senador Otto Alencar (PSD-BA) terá uma reunião, na próxima terça-feira (26), com o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, para conversar sobre a possibilidade do partido integrar a base de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ainda no primeiro turno.

“Eu tenho conversado sempre com o presidente Kassab. Ele é meu amigo há mais de 30 anos, fundamos juntos o PSD. Na próxima terça, eu terei uma reunião com ele para tratar desse tema. Enquanto houver chance, eu trabalharei para que o partido esteja com Lula”, disse Otto, em entrevista ao Bahia Notícias.

Para Otto, a aliança realizada no Mato Grosso entre Lula, o pré-candidato ao governo daquele estado Neri Geller (PP) e o postulante a senador naquela chapa Carlos Fávaro (PSD), com as bênçãos do ex-governador Blairo Maggi (PP), é um fato novo que aproxima o petista de uma chance de apoio do PSD nacional já no primeiro turno.

“O acordo de Lula com o grupo de Blairo Maggi no Mato Grosso reforça isso. É mais um fato que nos aproxima. O presidente Kassab tem tomado a atitude correta, de aguardar, de ouvir todo mundo antes de tomar uma decisão. Sabemos que há lideranças que preferem outras candidaturas, como o governador do Paraná [Ratinho Jr.], mas também há no partido muita gente que deseja caminhar com Lula”, disse o senador.

Não é novidade que Otto integre os esforços de alguns quadros do PSD para levar o partido aos braços de Lula. O senador baiano declara voto no petista desde o ano passado, quando o ex-presidente esteve em um evento na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), em Salvador.

“Nunca escondi que estarei com Lula e desejo que meu partido esteja também. Vai ser difícil. Mas estamos trabalhando. Não só eu, como outros líderes do PSD. Vemos em Lula hoje a melhor opção para o Brasil”, confessou.

Outro lulista da legenda, o senador Alexandre Silveira (PSD), candidato à reeleição, também terá uma reunião com Kassab para tratar do assunto. Neste sábado (23), o parlamentar entregará uma recomendação formal ao presidente do PSD, solicitando o apoio a Lula no primeiro turno das eleições presidenciais.

Além dos senadores Otto, Fávaro e Silveira, outras grandes lideranças do PSD atuam internamente para garantir o apoio a Lula: o senador Omar Aziz (PSD-AM) e o deputado federal Marcelo Ramos (PSD-AM). Kassab, entretanto, tem defendido que o partido mantenha uma posição neutra para presidente da República.

CORONEL E JERÔNIMO

Otto também comentou sobre o afastamento do senador Ângelo Coronel (PSD-BA) da pré-campanha ao governo do estado de Jerônimo Rodrigues (PT). Segundo ele, não há dúvidas de que seu correligionário apoia o pré-candidato petista.

“É que ele não é candidato neste ano. Ele não está em campanha. Quem está sou eu. Então eu tenho viajado, participado, estou indo aos PGPs [eventos de elaboração do ‘Plano de Governo Participativo’]. Ele não. Ele tem mais quatro anos de mandato. Mas não tenha dúvidas: ele apoia Jerônimo, assim como eu e todo o PSD. É um grande amigo meu e em breve estará com a gente”, justificou.

Fonte: Bahia Notícias

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

image image image image image image
Categorias Dilton e Feito

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade