Política

‘Oposição está igual a um siri na lata’, diz Geraldo Jr. sobre ACM Neto

"Eles estão preocupados e fazendo colocações equivocadas", afirmou o vice-governador.

27/09/2023 às 11h20, Por Dilton e Feito

Compartilhe essa notícia

Foto: Fernanda Chagas/bahia.ba

Pretenso pré-candidato à Prefeitura de Salvador em 2024, o vice-governador Geraldo Jr. (MDB) refutou, na manhã desta quarta-feira (27), as declarações do ex-prefeito de Salvador ACM Neto (UB) sobre a possibilidade do grupo governista unir unidade em torno do seu nome para concorrer a cadeira do Palácio Thomé de Souza. Durante café da manhã com jornalistas, o líder do União Brasil (UB) afirmou que a sinalização do PT pelo nome do emedebista é “demonstração de fraqueza”.

“Nós vamos brigar pela unidade política, você vê que a unidade política está deixando a oposição igual a siri na lata. Eles estão preocupados. Estão plantando nota, estão fazendo colocações equivocadas. Ontem, o presidente de honra do meu partido, Lúcio Viera Lima, disse que o candidato [em referência a ACM Neto] vai perder a justificativa de continuar perdendo por 13, porque na próxima eleição, ele pode perder por 15”, disse Geraldo Jr., durante o lançamento dos 26 editais da Lei Paulo Gustavo Bahia, que acontece no Colégio Estadual de Tempo Integral São Daniel Comboni, no bairro de Sussuarana, em Salvador.

Na oportunidade, o vice-governador também foi questionado sobre uma possível formação de aliança entre MDB e PT para viabilizar o confronto nas urnas eletrônicas contra o natural candidato à reeleição, o prefeito Bruno Reis (UB). Isso porque no último sábado (23), Geraldo Jr. chegou ao lado do senador Jaques Wagner a um evento petista, reforçando o estigma do vice ser uma das apostas do petista para o pleito na capital baiana.

“Eu agradeço o abraço e o acolhimento que recebi do Partido dos Trabalhadores baiano, independente do resultado político. […]. A história está marcada por gestos, quem dá gestos, quer gestos e o PT me deu todos os gestos como ser humano e um político pode ter. Essa aproximação que você sinaliza é porque surgiu uma relação de amizade que vai ser próspera”, concluiu.

O nome do vice voltou a ganhar força após a desistência do presidente da Companhia Estadual de Desenvolvimento Urbano (Conder), José Trindade (PSB), tido como escolha do ministro da Casa Civil, Rui Costa, que saiu do páreo após a realização de uma cirurgia no coração.

O grupo político do governador Jerônimo Rodrigues (PT) conta com um leque de nomes dispostos para concorrer as eleições 2024 na capital baiana, são os seguintes pré-candidatos: Olívia Santana (PCdoB), Pastor Sargento Isidório (Avante), Robinson Almeida, além dos socialistas deputada federal Lídice da Mata e o vereador Silvio Humberto, que corre risco de abrir mão da candidatura para apoiar o candidato que será escolhido pelo Conselho Político.

Fonte: Bahia.ba

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade