Aula Inaugural

"Eu não vou colocar peso nos ombros dos prefeitos, eu quero dividir a responsabilidade", diz governador da Bahia durante inauguração de escola

Em seu discurso, Jerônimo Rodrigues rejeitou a ideia de atribuir culpas aos prefeitos e prefeitas, reconhecendo que a responsabilidade pela qualidade da educação é compartilhada entre todos os entes governamentais.

19/02/2024 às 15h11, Por Dilton e Feito

Compartilhe essa notícia

governador Jerônimo Rodrigues- Foto- Repórter Ed Santos- Acorda Cidade.jpg1
Foto: Ed Santos/ Acorda Cidade

Nesta segunda-feira (19), durante a inauguração da Escola Estadual de Tempo Integral Georgina de Melo Erismann, em Feira de Santana, o governador Jerônimo Rodrigues enfatizou a importância da colaboração entre representantes estaduais e municipais na construção de uma educação de qualidade.

Diante de uma plateia composta por prefeitos, prefeitas, secretárias e secretários de educação, o governador expressou a necessidade de uma abordagem integrada em todos os níveis educacionais, desde a creche até o ensino médio. “Não adianta o Estado fazer sua parte se não houver um cuidado integrado desde os estágios iniciais da educação. Precisamos garantir uma jornada preparatória contínua, desde a primeira infância até o ensino médio”, ressaltou o governador.

Em seu discurso, Jerônimo Rodrigues rejeitou a ideia de atribuir culpas aos prefeitos e prefeitas, reconhecendo que a responsabilidade pela qualidade da educação é compartilhada entre todos os entes governamentais. “Eu não vou ficar botando cangalha, peso, no ombro dos prefeitos como sendo culpa de prefeito. Eu quero dividir a responsabilidade e quero dividir orçamentária, se for o caso”, declarou.

Além disso, o governador destacou a necessidade de investimentos na atenção básica e na saúde preventiva, relacionando diretamente esses aspectos com o desempenho educacional e a redução da demanda por serviços hospitalares de alta complexidade. “Se a gente não cuidar da atenção básica, dos exames, a gente vai acabar superlotando os hospitais de alta complexidade”, alertou.

Ao falar sobre os esforços para melhorar os indicadores educacionais na Bahia, Jerônimo Rodrigues enfatizou que os frutos desse trabalho serão colhidos pelas futuras gerações. “Quem vai colher o que nós estamos entregando hoje não será eu, serão outros governadores que daqui a 10, 15, 20 anos deveremos colocar a educação da Bahia no topo”, afirmou.

Pela jornalista Iasmim Santos, com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade