Feira de Santana

Delegado esclarece que informação sobre recuperação de motocicletas furtadas é falsa

A informação está sendo compartilhada nas redes sociais.

07/12/2021 17h50, Por Gabriel Gonçalves

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Gabriel Gonçalves

Atualizada às 20:40

Está circulando nas redes sociais, desde a tarde da última segunda-feira (6), uma foto e um áudio, informando sobre a recuperação de 50 motocicletas em um terreno baldio, no Conjunto Feira VII, em Feira de Santana. Em entrevista ao Acorda Cidade, o delegado titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Feira de Santana, André Ribeiro, explicou que as informações são falsas. É 'Fake News'.

De acordo com ele, por conta da reforma que está acontecendo no Complexo de Delegacias do bairro Jomafa, foi preciso reorganizar as motocicletas que estão no pátio e alguem foi ao local e tirou a foto.

"A gente chama essa postagem de Fake News. Essa foto foi registrada lá no Complexo do Jomafa, e como é sabido por todos, lá está em reforma, tanto que as delegacias estão funcionando aqui provisoriamente próximo à Fraga Maia. Lá no Jomafa ficaram os veículos apreendidos, e estas motocicletas estão sendo reorganizadas lá no pátio. Alguém tirou essa foto e, de forma irresponsável, publicou dizendo que estas motos teriam sido encontradas abandonadas em um terreno baldio no Feira VII", explicou.

Segundo o delegado, este tipo de situação cria uma grande expectativa para aquele cidadão que teve o seu veículo furtado ou roubado e acende uma esperança de poder recuperar.

"A pessoa que tem o seu bem furtado, na maioria das vezes, não tem seguro e quando vê uma reportagem desse sentido, acende uma esperança de ter recuperado o veículo, até descobrir a real verdade da situação. Essa pessoa se decepciona, e com isso, acredito que quem sofre realmente é a população e, aqui em nosso atendimento, o número de ligações aumentou consideravelmente por conta desta situação. Isso atrapalha o nosso serviço, mas de qualquer forma, estamos aqui na delegacia para prestar o atendimento à população. Acredito que a pessoa que criou isso não tem o que fazer, no mínimo não trabalha, não produz nada", concluiu.

 

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade