Feira de Santana

Delegado avalia três anos à frente da coordenação da 1ª Coorpin

Segundo Roberto Leal, as grandes ações resultam na redução dos índices, principalmente, dos crimes vinculados ao tráfico de entorpecentes.

29/07/2020 às 09h27, Por Andrea Trindade

Compartilhe essa notícia

Acorda Cidade

O delegado Roberto Leal, que está completando três anos à frente da coordenação da primeira Coorpin em Feira de Santana, fez uma avaliação do trabalho que está sendo desenvolvido no município no combate aos crimes contra a vida e sobre os desafios da gestão em um momento de pandemia.

“Estivemos analisando todo esse retrospecto desses três anos aqui em Feira de Santana e a gente percebe avanços em algumas áreas. Nesse momento passamos por um momento difícil em relação aos CVLIs (Crimes violentos letais intencionais). Há uma tendência de alta, embora os dois últimos meses tenham sido de redução. Viemos com uma metodologia de trabalho que conseguimos implementar, principalmente voltadas para as grandes ações e operações policiais”, afirmou.

Segundo a avaliação do delegado, é perceptível que essas grandes ações resultam na redução dos índices, principalmente, dos crimes vinculados ao tráfico de entorpecentes.

Além disso, Roberto Leal avalia que esse é um momento crítico em relação a gestão, principalmente no tocante ao grande número de pessoas que pediram aposentadoria, mas isso, conforme afirmou, foi sanado com algumas transferências. Ele ainda agradeceu a colaboração de parceiros como a Polícia Militar, Judiciário, Ministério Público e a imprensa.

“Além da redução dos índices, estamos numa dinâmica de trabalho complicada com servidores afastados, ações que foram evitadas devido ao controle de contaminação do coronavírus. Mas estou satisfeito, ainda temos muito trabalho a fazer, não sei quanto tempo vou permanecer a frente da primeira Coorpin, isso é a gestão que determina. A gente espera que a população nos cobre no que for necessário, nos aponte o norte para que a gente melhore ainda mais a segurança pública”, destacou.

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade
 

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade