Polícia

Conjunto Penal antecipa visitas sociais para segunda (7) e terça-feira (8)

Em entrevista ao Acorda Cidade, o Major Allan Araújo, que é diretor do Conjunto Penal, explicou que a decisão ocorreu para evitar prejuízos à socialização dos apenados, com a paralisação dos agentes penitenciários.

06/03/2022 18h55, Por Laiane Cruz

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Laiane Cruz

Em virtude da paralisação de 72 horas anunciada pelos policiais penais do estado da Bahia, na última quinta-feira (3), o Conjunto Penal de Feira de Santana decidiu antecipar os dias das visitas sociais aos detentos da instituição para segunda (7) e terça-feira (8).

As visitas estavam suspensas desde o dia 26 de janeiro e seriam retomadas na próxima quinta-feira (10) e também na sexta (11). Em entrevista ao Acorda Cidade, o Major Allan Araújo, que é diretor do Conjunto Penal, explicou que a decisão ocorreu para evitar prejuízos à socialização dos apenados, com a paralisação dos agentes penitenciários.

“Nós já mantivemos contato com as equipes de segurança, estamos replanejando todos os processos que terão início nesta segunda-feira (7), inclusive com a proposta de antecipação dos dias de visitas, que seriam realizadas na quinta e na sexta-feira. Estaremos antecipando para a segunda e terça, visando preservar essa rotina de suma importância para os apenados do Conjunto Penal de Feira de Santana, pois o contato familiar é muito importante, principalmente com essa retomada das visitas sociais, que coincidiu com a paralisação da classe penitenciária. Vamos antecipar esses dias de visita, para evitar um prejuízo maior aos internos”, afirmou o diretor.

Na avaliação dele, outras atividades também poderão ficar prejudicadas com a paralisação. “Eu não vi profundamente quais são as pontuações do sindicato, mas segundo as informações que chegaram, algumas atividades serão suspensas neste período. Por isso preventivamente estamos tomando essa medida de assegurar essa primeira semana de visitas sociais, após a retomada. Existem algumas atividades da rotina, que possivelmente possam sofrer prejuízos, como atendimento com advogado, atendimento com o serviço social dos internos, medidas que envolvem audiências presenciais e por videoconferência. A rotina de um conjunto penal como o nosso tem muitas questões que envolvem a presença do agente penitenciário.

Esperamos que haja o diálogo devido para que essa paralisação não traga maiores problemas”, avaliou.
Na opinião do diretor, a pauta que pede a regulamentação da categoria deve ser avaliada o quanto antes pelos gestores estaduais e a Assembleia Legislativa, e encara o processo como algo natural.

“É algo que naturalmente surgirá, alguns estados já conseguiram vencer essa etapa. O estado da Bahia está em fase de tratativa junto à Assembleia Legislativa para resolver a questão legal. E cabe ao poder governamental juntamente com a Assembleia discutirem e decidir o quanto antes”, opinou.

Conforme a direção, nesta segunda as visitas serão liberadas para os detentos do setor penitenciário, onde estão custodiados os presos condenados, e na terça-feira, ocorrerá as visitas para os presos da detenção, onde estão os presos provisórios.

 

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

 

Leia também: Em busca de regulamentação, policiais penais aprovam paralisação de 72 horas a partir do dia 9 de março

Conjunto Penal de Feira de Santana retoma visitas sociais após queda nos números da gripe e covid-19

 

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia
 

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade