Política

Congresso mantém veto a trechos da MP Médicos pelo Brasil

Os trechos foram mantidos por uma margem apertada.

05/03/2020 às 11h22, Por Brenda Filho

Compartilhe essa notícia

O plenário do Congresso Nacional manteve ontem (4) o veto do presidente Jair Bolsonaro a três itens do projeto de lei de conversão da medida provisória que instituiu o programa Médicos pelo Brasil. Os trechos foram mantidos por uma margem apertada. Na Câmara dos Deputados, houve 255 votos favoráveis à derrubada do veto, apenas dois votos a menos do que o mínimo necessário para o veto do presidente deixar de valer. Outros 170 deputados optaram por manter o veto. Para que um dispositivo seja vetado é necessária maioria absoluta dos votos de deputados e senadores, ou seja, 257 votos de deputados e 41 votos de senadores, computados separadamente. Um dos trechos vetados por Bolsonaro em dezembro do ano passado permitia a instituições privadas de educação superior revalidarem, no âmbito do programa de revalidação (Revalida), o diploma de médicos formados no exterior. Pelo texto aprovado inicialmente pelo Legislativo, as faculdades privadas que poderiam revalidar os diplomas estrangeiros seriam aquelas com notas 4 e 5 no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e que oferecessem cursos de medicina. Com o veto de Bolsonaro, apenas instituições públicas de ensino mantém a prerrogativa de revalidação. Para o Executivo, faculdades particulares aplicarem o exame seria retirar do poder público “a governabilidade da revalidação”, o que traria riscos à qualidade do exame devido a critérios de avaliação que poderiam ser mais flexíveis. Foram mantidos o veto do dispositivo que previa aumento da gratificação devida a servidores médicos da carreira da Previdência, da Saúde e do Trabalho, de cerca de R$ 1,5 mil, e do trecho que definia que as atribuições do Conselho Deliberativo, do Conselho Fiscal e dos membros da Diretoria-Executiva da Agência para o Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (Adaps) seria submetido à consulta e audiência pública. Para o governo, esse dispositivo poderia atrasar o início das atividades da agência.

Médicos pelo Brasil

Sancionado em dezembro do ano passado, o programa Médicos pelo Brasil substitui o Mais Médicos, criado em 2013. Ao todo, o Ministério da Saúde prevê 18 mil vagas para médicos em todo o país, principalmente em municípios pequenos e distantes dos grandes centros urbanos.  

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Com mais de 600 apoiadores, Lulinha lança pré-candidatura a vereador em Feira de Santana

Política

Com mais de 600 apoiadores, Lulinha lança pré-candidatura a vereador em Feira de Santana

Entre os presentes, destacaram-se o prefeito Colbert Martins, o ex-prefeito José Ronaldo, o deputado federal Gabriel Nunes e o...

27/05/2024 às 15h31

Expedito Eloy

Feira de Santana

Finanças municipais: números do 1⁰ quadrimestre vão ser apresentados à Câmara nesta quarta (29)

A audiência pública contará com a participação da Secretaria Municipal da Fazenda, responsável por fazer a descrição dos resultados obtidos....

27/05/2024 às 12h57

Edvaldo Lima

Feira de Santana

Servidores do Estado reclamam de revisão salarial parcelada e sem efeito retroativo

O vereador Edvaldo Lima foi procurado por profissionais da enfermagem, que pediram para relatar na Câmara a insatisfação.

27/05/2024 às 12h51

No lançamento da pré-candidatura do PT à prefeitura de Conceição do Coité, Wagner e Éden apostam na vitória de Assis

Política

No lançamento da pré-candidatura do PT à prefeitura de Conceição do Coité, Wagner e Éden apostam na vitória de Assis

Estavam presentes também no evento os secretários de Estado Afonso Florence, Osni Cardoso e Elisângela Araújo, além das deputadas Fátima...

27/05/2024 às 11h38

Ministro do STF

Dilton e Feito

Moraes rejeita recurso de Bolsonaro para que decisão que o tornou inelegível seja analisada pelo STF

Defesa do ex-presidente e seu vice recorreu contra condenação, no TSE, da chapa que disputou a eleição de 2022.

26/05/2024 às 21h06

Presidente da Câmara de Vereadores de SAJ espancado durante assalto recebe alta do hospital

Bahia

Presidente da Câmara de Vereadores de SAJ espancado durante assalto recebe alta do hospital

A Polícia Civil informou que a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) está realizando diligências para identificar e...

26/05/2024 às 08h05

image

Rádio acorda cidade