Feira de Santana

Comerciantes da feirinha da Estação Nova cobram reforma do entreposto comercial

Ao Acorda Cidade, o secretário de Agricultura, Recursos Hídricos e Desenvolvimento Rural, Pablo Roberto, explicou que licitações serão iniciadas para dar início às obras de reparos nos entrepostos comerciais.

29/01/2022 14h16, Por Gabriel Gonçalves

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Laiane Cruz e Gabriel Gonçalves

Comerciantes da feirinha do bairro Estação Nova, em Feira de Santana, pedem por uma requalificação do entreposto comercial. Localizado na Avenida João Durval Carneiro, o local funciona todos os dias da semana.

Segundo uma vendedora de frutas e verduras, Ana Maria, que trabalha há dois anos na feirinha da Estação Nova, o movimento de clientes está bom, porém o local está precisando de melhorias, como troca do telhado e limpeza diária.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“A feirinha está toda arrebentada, quando chove é uma cachoeira. Aqui molha tudo, até em cima das bancas. Fica todo mundo ilhado. Precisa substituir o telhado. Já a iluminação melhorou, pois era um breu, quando dava 18h. A limpeza está mal, só limpam dia de segunda-feira, quando fazem a limpeza geral, que fica muito lixo”, informou a comerciante.

Ao Acorda Cidade, o secretário de Agricultura, Recursos Hídricos e Desenvolvimento Rural, Pablo Roberto, explicou que licitações serão iniciadas para dar início às obras de reparos nos entrepostos comerciais.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

"Estamos concluindo um projeto agora para fazer uma licitação, estive com o prefeito Colbert Martins, nós tratamos sobre estes reparos que precisamos fazer no telhado da Estação Nova e na Cidade Nova. Foi feita a orientação para a equipe da Soma realizar os serviços, até esse processo licitatório ser concluído. Lá na Ferinha do Tomba por exemplo, nós temos um convênio com uma Associação dos Feirantes, portanto, a prefeitura repassa mensalmente um valor, e a Associação tem a obrigação de fazer a manutenção e preservar o local. Caso as providências não sejam tomadas dentro de um prazo que estabelecemos, iremos adotar medidas necessárias, como até mesmo a suspensão do convênio", relatou.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

De acordo com o secretário, mesmo que haja equipes de limpeza nas feiras livres, os comerciantes insistem em realizar o descarte incorreto.

"Nós temos uma equipe fixa no Centro de Abastecimento com aproximadamente 25 pessoas e temos também uma equipe da Sesp que faz o trabalho em todas as feiras livres, mas infelizmente o processo é limpando e sujando, sempre assim. As pessoas estão fazendo o descarte da forma incorreta, então por isso que sempre que possível realizamos o processo de conscientização, conversamos com as pessoas para que elas possam manter esses ambientes limpos e conservados, afinal, o cliente observa muito isso no momento em que está comprando o produto", afirmou.

Fotos: Paulo José/Acorda Cidade

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade 

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade