Feira de Santana

Cerca de 6 mil condutores já foram multados no período de um ano pelo uso indevido do celular em Feira de Santana

O uso do aparelho telefônico é a terceira maior causa de acidentes no trânsito do Mundo inteiro.

02/09/2021 06h32, Por Andrea Trindade

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Gabriel Gonçalves

Entre junho de 2020 e junho de 2021, a Superintendência Municipal de Trânsito de Feira de Santana registrou cerca de 6 mil infrações relacionadas ao uso indevido do aparelho celular durante a condução de veículos.

Classificada como 'gravíssima' pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a infração por uso do celular ao volante pode pesar no bolso.

Em entrevista ao Acorda Cidade, o superintendente Cleudson Almeida explicou que existem três categorias para esta infração e destacou o aumento do número de infrações comparado ao ano de 2019.

"Nós fizemos esse levantamento entre o período de junho de 2020 até junho de 2021 e identificamos que tivemos 6 mil notificações por esta infração. São divididas em três categorias, como o uso do aparelho celular segurando, dirigindo manuseando o aparelho e dirigindo falando ao aparelho. Tivemos esse aumento significativo comparado ao ano de 2019", disse.

De acordo com o superintendente, o uso do aparelho telefônico é a terceira maior causa de acidentes no trânsito do Mundo inteiro.

"O condutor quando está em uso do aparelho telefônico, já representa um risco, principalmente por ser considerada a terceira maior causa de acidentes de trânsito no mundo inteiro. Então a utilização do celular representa aí um número alto, seja aqui no Brasil ou fora, com uma penalidade de multa gravíssima podendo chegar ao valor de R$ 297 e perdendo 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação", afirmou Cleudson ao Acorda Cidade.

Campanhas publicitárias estão sendo intensificadas no município de Feira de Santana, no sentido de que as infrações possam ser reduzidas. Segundo Cleudson Almeida, os agentes de trânsito também realizam orientações aos condutores nas vias públicas.

"As ações de orientação estão sendo realizadas pelos agentes, já estamos intensificando com as campanhas publicitárias, nesse sentido de que os condutores possam deixar de utilizar o celular enquanto dirigem, pois são situações que não combinam", disse.

Ainda segundo o superintendente, os condutores ao receberem a notificação alegam informando que não estavam fazendo o uso do aparelho celular, mas no final sempre assumem o erro.

"Hoje o uso do aparelho celular passou a ser um hábito diário de todos nós. Então as pessoas utilizam o aparelho o tempo todo, enquanto dirige e os números indicam aí, através das notificações. Nossos agentes estão nas ruas detectando estas infrações e quando os motoristas recebem as multas, alegam que não estavam usando o celular, mas sempre admitem que realmente estavam com o celular em mãos", informou.

Como forma de orientar aos condutores que evitem utilizar o aparelho telefônico enquanto dirige, o superintendente de trânsito deu algumas dicas que podem ser usadas no momento.

"Aquelas pessoas que possam identificar uma chamada urgente, que parem o veículo em um local apropriado para que tenham acesso à ligação ou deixem para atender em outro momento, mas que seja respeitado todas as leis de trânsito, e as vias públicas. Outro caso que a gente tem observado bastante, são as infrações causadas pelos motociclistas de delivery, a questão da alta velocidade, conversão em locais proibidos, avanço da sinaleira vermelha, então isso tem gerado um grande aumento no número de casos de acidentes", concluiu.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade
 

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade