Covid-19

Central Covid-19 é criada em Feira de Santana para acompanhamento de pessoas acometidas com a doença

Para mais informações sobre a Central Covid-19, entrar em contato com (75) 99893-4687.

27/10/2020 às 16h09, Por Gabriel Gonçalves

Compartilhe essa notícia

Gabriel Gonçalves

Com o propósito de um atendimento multiprofissional gratuito, foi criado pelo médico Tarcízio Pimenta em Feira de Santana, uma central de atendimentos para pacientes que estejam na fase de tratamento da Covid-19, e aqueles que estão na fase pós-covid.

De acordo com o médico, os profissionais de saúde sempre têm chamado a atenção para as sequelas que os pacientes podem ter, e para isso, é necessário ter um acompanhamento de perto com todos os tratamentos.

"Infelizmente eu sou um sequelado da covid-19 com 40% do meu pulmão comprometido, tenho algumas lesões na minha pele, tive diverticulite aguda e quase parei na mesa de cirurgia. Recuperei o paladar, mas ainda tenho dificuldades ventilatórias. Hoje eu acompanho muitos pacientes que ainda não tiveram o paladar de volta ao normal, pacientes com problemas vasculares, então existe um grande quantitativo de pacientes que precisam de acompanhamento", frisou.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

A Central Covid-19 que já está em funcionamento dentro da Galeria Marla, na Avenida Senhor dos Passos, centro da cidade, conta com fisioterapeutas, nutricionistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, advogados e odontólogos.

Segundo Tarcízio Pimenta, todo o grupo de profissionais irá gerenciar os serviços de forma gratuita e de forma espontânea, e os atendimentos podem ser realizados de forma presencial, ou através das teleconsultas.

"Haverá uma assessoria de comunicação com todo o apoio logístico, esse atendimento será gratuito e ninguém terá custos. Faremos a intermediação dos pacientes que precisam de assistência municipal, estadual, ou até mesmo federal, e o nosso corpo de advogados será no sentido de ajudar a estes pacientes com benefícios, seja do INSS ou benefícios de instituições privadas", explicou ao Acorda Cidade.

A nutricionista voluntária da Central Covid-19, Débora Silva, informou que o paciente que ainda está com com a doença, ou aquele que já está curado, precisa manter uma alimentação balanceada e seguindo orientações profissionais.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"É preciso que cada paciente tenha uma alimentação adequada, pois a doença faz com que a pessoa tenha baixa imunidade e consequentemente a perda de peso, então nessa fase, é preciso que o paciente também evite frituras, alimentos saturados, industrializados, embutidos, e tenha uma alimentação mais natural possível", acrescentou.

Junto com a equipe formada, o psicólogo Victor Pereira que também irá atender os pacientes de forma voluntária, explica que a participação de um profissional nessa área, ajudará no controle emocional dos pacientes.

"O trabalho se torna importante principalmente quando a pessoa tem fatores emocionais que interferem no dia a dia, como por exemplo, situações de estresse, ansiedade, situações em que a pessoa possa ter traumas e normalmente isso causa sequelas comportamentais e corporais", destacou.

Ainda de acordo com Victor Pereira, a respiração inadequada, batimento cardíaco acelerado e medo constante, podem atingir o sistema digestivo.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"Quando isso ocorre, a psicologia adentra muitas vezes com técnicas comportamentais e cognitivas, como forma de ajudar o indivíduo a conhecer a si mesmo, auxiliando no desenvolvimento da independência de um conhecimento maior sobre si. Os pacientes ficam com um certo pavor, principalmente em questões relacionadas ao isolamento social. Ou seja, a pessoa começa a ter receio de conviver com outras pessoas", explicou o psicólogo em entrevista ao Acorda Cidade.

A demanda de pacientes em busca de tratamento psicológico, vem crescendo bastante nesse período de pandemia, pois a doença afeta o sistema respiratório. De acordo com Victor, as pessoas possuem receio em sentir falta de ar, fazendo com que procurem a terapia.

Para mais informações sobre a Central Covid-19, entrar em contato com (75) 99893-4687.

Com informações e fotos do repórter Ney Silva do Acorda Cidade.

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade