Novo RG

Emissão da nova Carteira de Identidade Nacional ocorrerá de forma gradativa em cidades da Bahia

A primeira via será gratuita para todos os cidadãos. A emissão inicia hoje (9) nos postos SAC Pituaçu e Salvador Shopping.

09/07/2024 às 11h00, Por Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

Nova Carteira Nacional de Identidade
Foto: Ascom/DPT

A Polícia Técnica, através do Instituto de Identificação Pedro Mello (IIPM), passa a emitir a nova Carteira de Identidade Nacional. O novo documento terá o cadastro de Pessoa Física (CPF) como número único de identificação diminuindo a possibilidade de fraudes e problemas relacionados a multiplicidade de cadastros para a mesma pessoa.

📲 NOTÍCIAS: siga o canal do Acorda Cidade no WhatsApp

A emissão inicia hoje nos postos SAC Pituaçu e Salvador Shopping. Nas demais unidades, a implantação será gradativa, a partir da consolidação dos fluxos de atendimento.

A primeira via será gratuita para todos os cidadãos, basta realizar o agendamento no ba.gov.br para solicitar o serviço. Para emissão do novo documento são exigidas apenas as certidões de nascimento ou casamento. O formato atual da carteira de identidade terá validade até 2032, não havendo, portanto, necessidade imediata de renovação.

De acordo com Ana Cecília Bandeira, Diretora-Geral da Polícia Técnica, a padronização documental no território nacional trará importantes avanços na prestação dos serviços públicos. “Passando a fazer parte de uma base de dados nacional, sempre que o cidadão utilizar políticas públicas, como o bolsa família, ou realizar atendimentos em postos de saúde e do próprio INSS, por exemplo, o atendente terá acesso, em tempo real, às informações”, explicou.

Nova Carteira Nacional de Identidade - CNI
Foto: Ascom/DPT

Outro elemento de segurança será o QR Code para verificação de autenticidade do documento e dos dados do cidadão permitindo uma checagem rápida para confirmar se foi furtado ou extraviado.

Além de mais segurança, com a nova carteira, em sua versão digital acessada pelo GOV.BR, será possível a inclusão de outros números de documentos como CNH, carteira de trabalho, título de eleitor, certificado militar, também condições de saúde a exemplo do Transtorno do Espectro Autista (TEA), deficiências auditiva, visual, física e intelectual, a partir da apresentação de relatório médico e informações adicionais como tipo sanguíneo, fator RH e opção por ser doador de órgão. O documento será liberado na versão digital três dias depois de sua impressão em papel.

Nova Carteira Nacional de Identidade - CNI
Foto: Ascom/DPT

Outra novidade é a inclusão do nome social a pedido do próprio cidadão, caso haja mudança de nome na certidão de nascimento fica valendo apenas este novo registro. “A nova CIN é um documento mais inclusivo que garantirá diversos direitos”, afirmou Alberto Rocha, Diretor do Pedro Mello.

Foram investidos R$ 8,6 milhões na contratação do novo sistema. Este valor será pago no período de 5 anos de vigência do contrato de prestação de serviços e inclui implantação, configuração, migração entre o antigo e o atual sistema e treinamento de pessoal.

“A agenda de hoje é dos três is. Integração com o governo federal, investimentos para contratação do novo sistema e Inteligência no uso dos dados para oferecer ainda mais segurança para a população”, afirmou Marcelo Werner, secretário da Segurança Pública.

A CIN terá validade de acordo com a faixa etária do cidadão: de 0 a 12 anos, validade de 5 anos; 12 a 60 anos incompletos, validade de 10 anos; acima de 60 anos, validade indeterminada.

Carteira de Identidade Nacional
Foto: Itep

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade