Polícia

Bahia registra maior quantidade de mortes violentas pelo terceiro ano seguido

Em números absolutos, estado contabilizou 5.099 mortes violentas (homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte) em 2021. Destas, 4.931 foram enquadradas como homicídio doloso.

21/02/2022 às 10h23, Por Laiane Cruz

Compartilhe essa notícia

Acorda Cidade

A Bahia foi o estado brasileiro que registrou a maior quantidade de mortes violentas em 2021, conforme mostra o índice nacional de homicídios criado pelo g1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (21).

Em números absolutos, o estado contabilizou 5.099 mortes violentas (homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte) em 2021. Destas, 4.931 foram enquadradas como homicídio doloso, 122 como latrocínio e 46 como lesão corporal seguida de morte.

O mês mais violento de 2021, conforme o Monitor da Violência, foi abril, com 532 crimes, seguido do mês de março, que contabilizou 510 mortes violentas.

O estado que teve a segunda maior quantidade de mortes violentas em 2021 foi o Rio de Janeiro, com 3.394 casos. Em seguida vieram Pernambuco (3.370) e Ceará (3.300).

Em 2020, a Bahia também registrou maior quantidade de mortes violentas. Em comparação com os dados divulgados no último balanço, o estado teve queda de 3,4%, com 177 mortes violentas a menos. Ainda em 2020, o estado somou 5.276 casos, sendo 5.107 homicídios dolosos, 104 latrocínios e 65 lesões corporais seguidas de morte.

O Nordeste com 18.430 mortes em 2021, teve uma queda de 9,18% em comparação com 2020, quando registrou 20.293. No ano passado, a Bahia foi responsável por 27,66% dos casos na região.

Os dados apontam que:

Houve 5.099 assassinatos em 2021, o que significa 177 mortes a menos que em 2020;

Queda em um ano foi de 3,4%;

Mês mais violento foi o de abril, com 532 crimes.

Brasil
O Brasil teve uma queda de 7% nos assassinatos em 2021 na comparação com 2020, após registrar um aumento de 5% em relação a 2019.

No ano passado, foram registradas 41.019 mortes violentas, contra 44.061 em 2020. Ou seja, 3.042 mortes a menos. Estão contabilizadas no número as vítimas de homicídios dolosos (incluindo os feminicídios), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.

A região Norte também teve uma alta de 10,37%. Já nas outras regiões (Sul, Centro-Oeste e Sudeste), o número de crimes violentos foi menor na comparação com o ano anterior.

 

Fonte: G1 Bahia

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia.
 

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Senado aprova PEC sobre criminalização da posse de drogas

Brasil

Senado aprova PEC sobre criminalização da posse de drogas

Medida inclui na Constituição distinção entre traficante e usuário.

16/04/2024 às 20h27

José Ronaldo

Pré-candidatura

“Enquanto o outro candidato se cerca de influências externas, nossa campanha se constrói ao lado do público” alfineta José Ronaldo

José Ronaldo aproveitou ainda para enfatizar, em discurso, que o momento político não é renovação, mas uma oportunidade para se...

16/04/2024 às 19h04

"Eu não sei quem está aqui presente, mas quem está aqui é porque gosta de José Ronaldo", diz pré-candidato à prefeitura

Eleições 2024

"Eu não sei quem está aqui presente, mas quem está aqui é porque gosta de José Ronaldo", diz pré-candidato à prefeitura

O ex-prefeito ressaltou que mesmo após anos de serviço público, seu estilo de vida permanece modesto.

16/04/2024 às 18h59

José Ronaldo de Carvalho

Eleições 2024

Sem ACM Neto e Colbert, José Ronaldo lança pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana em espaço lotado

O evento aconteceu no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

16/04/2024 às 18h51

APLB

Feira de Santana

Precatórios do Fundef: Prefeitura envia projeto à Câmara para fazer repasse aos servidores da educação

A informação é do vereador José Carneiro (UB). Em pronunciamento nesta terça (16), na Tribuna da Câmara.

16/04/2024 às 16h47

Sessão da câmara no Centro de Cultura Amélio Amorim

Feira de Santana

Secretária de Saúde será convocada pela Câmara para explicar descumprimento do piso salarial e situação precária do Samu

O requerimento, de autoria da Comissão de Saúde da Casa Legislativa, foi aprovado durante a sessão desta terça-feira (16).

16/04/2024 às 16h36

image

Rádio acorda cidade