Aprenda a prevenir crises alérgicas

Crises alérgicas surgem mais agressivas de agora até o fim do ano, principalmente por causa da polinização das árvores floríferas e da inversão térmica.

14/10/2009 17h29, Por Dilton e Feito

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

A primavera costuma intensificar quadros de alergias respiratórias. As crises alérgicas surgem mais agressivas de agora até o fim do ano, principalmente por causa da polinização das árvores floríferas e da inversão térmica.

“Além da alternância entre dias muito chuvosos e dias de baixíssima umidade do ar, é importante prestar atenção aos sintomas. As alergias respiratórias são bastante comuns nesta época do ano e muito incômodas. O nariz escorre e coça continuamente; os olhos ficam irritados mais facilmente e lacrimejam; o doente sente-se adoentado”, diz o pneumologista do Hospital Santa Paula, João Geraldo Simões Houly.

De acordo com o especialista, resfriados que se prolongam por mais de uma semana, presença de secreções esverdeadas, tosse persistente e reclamações constantes de dores de cabeça podem indicar um quadro de sinusite e a necessidade de tratamento específico.

“A doença também costuma prejudicar a respiração noturna, fazendo com que se durma de boca aberta”, diz o especialista.

O pneumologista  aponta cinco métodos para prevenir crises alérgicas:

Dias mais quentes são ideais para mandar edredons, tapetes e cobertores de lã à lavanderia. Na volta, eles devem permanecer guardados enquanto estiver calor e não forem necessários, já que são fonte permanente de poeira e ácaros;

Cômodos acarpetados devem ser limpos com aspirador de pó diariamente. A rotina de limpeza da casa em que habitam pessoas alérgicas deve ser diária. Máscaras e luvas emborrachadas devem ser utilizadas também de forma preventiva;

O lixo – ainda que em pequena quantidade – nunca deve permanecer dentro de casa.

Quando o clima apresentar baixos índices de umidade relativa do ar deve-se recorrer a um aparelho umidificador. Na impossibilidade de se adquirir o equipamento, a melhor opção é colocar bacias com água limpa em todos os dormitórios durante a noite para garantir um sono mais tranquilo;

Plantas naturais jamais devem permanecer nos quartos – principalmente de pessoas alérgicas, doentes e crianças;

Fonte:  João Geraldo Simões Houly, médico pneumologista do Hospital Santa Paula (www.santapaula.com.br).

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

Feira de Santana

Tanque da Matinha dos Pretos vai virar área de lazer e preservação histórica

Na última quinta-feira (30), os secretários de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano visitaram o local para analisar as condições do terreno.

04/07/2022 às 15h54

Boletim

Testagem nas escolas registra 1,17% de positividade para Covid-19

04/07/2022 às 15h37

Educação

Junho contabiliza mais de mil casos de Covid-19 em Feira de Santana

Vale destacar que as testagens estão sendo intensificadas pela Prefeitura a fim de rastrear e evitar a proliferação do vírus no município.

04/07/2022 às 15h35

Saúde

Bebê com problemas neurológicos precisa de nova regulação e pai cita desespero: ‘Tem que ser para ontem’

Jonatha Pereira compartilhou que a cada dia que passa aumenta nele a sensação de desespero por ver o filho tão pequeno nesta situação, desacordado e com a saúde comprometida.

04/07/2022 às 14h38

Inscrições Abertas

Inscrições abertas para a especializaçãomédica do Hapvida NDI e IDOMED

Após efetuar a inscrição, o candidato passa por um processo seletivo composto por duas etapas: prova on-line com questões objetivas e discursivas e, posteriormente, entrevista com o médico supervisor da especialidade e análise de currículo.

04/07/2022 às 14h21

Feira de Santana

Após rumores, Pablo Roberto esclarece que mantém pré-candidatura a deputado estadual

Ao Acorda Cidade na manhã desta segunda-feira (4), o pré-candidato esclareceu que foi diagnosticado com uma hérnia extrusa, sentindo fortes dores na coluna, mas que está em tratamento e continuará com a pré-campanha.

04/07/2022 às 12h31

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade