Política

Acusado de cobrar propina por vacina foi indicado à Anvisa por Bolsonaro

Nome de Roberto Ferreira Dias chegou a ser publicado no Diário Oficial da União em outubro de 2020.

30/06/2021 09h54, Por Maylla Nunes

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro tentou indicar o nome de Roberto Ferreira Dias, suspeito de pedir propina para compra de vacinas, para o cargo de diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em outubro de 2020. A informação foi divulgada pelo UOL.

O nome de Roberto chegou a ser publicado no Diário Oficial da União em outubro de 2020, para que fosse apreciado no Senado para o cargo de diretor da Anvisa. Momentos depois, o próprio Bolsonaro solicitou que o Senado desconsiderasse o pedido. Chefe do executivo voltou atrás depois que o servidor foi acusado de assinar um outro contrato suspeito de irregularidades.

Roberto foi denunciado por Paulo Dominguetti Pereira, representante da Davati Medical Supply, ontem (29), em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo. Ferreira Dias foi acusado de cobrar propina de 1 dólar por dose em troca de fechar contrato entre o Ministério da Saúde e a empresa. Nesta quarta-feira (30), o Diretor de logística do Ministério da Saúde foi exonerado do cargo. (Com informações do Portal UOL)

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade