Acabou a greve do Banco do Brasil

Caixa Econômica e Banco do Nordeste mantém a paralização por tempo indeterminado.

13/10/2009 09h24, Por Dilton e Feito

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Bancários do Banco do Brasil aprovaram a proposta feita pelos bancários: 6% de reajuste.

A assembléia em Feira de Santana aconteceu na manhã desta terça (13), em frente à agência Conselheiro Franco. Durante a assembléia, as propostas foram apresentadas aos grevistas. Depois de entrarem em acordo com os bancos, os bancários decidiram finalizar a greve e poucos minutos antes do horário de funcionamento das agências iniciaram as atividades.

Segundo Edmilsom Cerqueira, diretor do Sindicato dos Bancários, a categoria aceitaram a propota específica apresentada pelo BB, durante as negociações da última quarta-feira (07), de 6% de rejuste e de 4% de adcional na participação dos lucros do banco.

De acordo com a Contraf (Confederação do Trabalhadores no Ramo Financeiro), Comando Nacional de Greve e Sindicato dos Bancários de Feira de Santana, as propostas apresentadas trouxeram avanços importantes, como a manutenção do modelo vigente de Participação nos Lucros e Resultados (PRL.

Também foi firmado o compromisso do banco de discutir com o movimento sindical uma proposta para o Plano de Cargos e Salários (PCS), valorização de 3% no piso e manutenção dos interstícios em 3% no atual PCS, e contratação de 10 mil novos funcionários até 2011 e 5 mil adolescentes aprendizes. O banco se comprometeu também a criar comitês de ética para o combate ao assédio moral, dentre outros itens.

Os bancários da Caixa Econômica mantem a greve por tempo indeterminado, assim como os trabalhadores do Banco do Nordeste do Brasil (BNB). Por volta das 18h:00 de hoje haverá reuniões para decidir o fim ou a permanência da greve nestes bancos.

Na última sexta-feira (09) a greve nacional iniciada no dia 24 de setembro foi encerrada nos bancos particulares. Os bancários do BB de Feira de Santana voltaram ao trabalho, assim como nas unidades da instituição em Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Pernambuco, Ceará, Piauí e Sergipe. Os bancários de São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, Curitiba, Mato Grosso, Campinas, Pará, dentre outras bases sindicais, já haviam aceitado a proposta do banco na quinta-feira e retomaram suas atividades.

Andréa Trindade

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade