Acorda Cidade - Dilton Coutinho

29 de Janeiro de 2022
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 13/01/2022 14h00.

Comerciantes alegam queda no movimento após mudanças nos pontos de embarque e desembarque de passageiros de outros municípios

A mudança teve início no dia 5 de janeiro.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Comerciantes alegam queda no movimento após mudanças nos pontos de embarque e desembarque de passageiros de outros municípios
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Gabriel Gonçalves

Desde o dia 5 de janeiro, novos pontos de embarque e desembarque de passageiros do Transporte Regular Intermunicipal foram instalados em Feira de Santana. Logo na primeira semana de mudança, os motoristas e passageiros, alegaram a insatisfação das novas rotas que estão sendo feitas.

Pouco mais de uma semana após esta determinação, os comerciantes também identificaram a queda no movimento onde existiam os pontos do Transporte Regular, como é o caso do proprietário de uma delicatessen que fica localizada na Avenida JJ Seabra.

De acordo com Vânio Santos, com a mudança dos pontos de embarque e desembarque de passageiros dos municípios de Amélia Rodrigues e Conceição do Jacuípe (Berimbau), o movimento no estabelecimento caiu em torno de 60%.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

"O movimento caiu muito aqui depois da retirada das vans que circulam para Amélia e Berimbau. Na minha loja, o movimento caiu em torno de 60%, mas posso dizer que essa queda foi geral, outros comerciantes também estão reclamando disso. Muitos passageiros passavam aqui, tomavam café, faziam um lanche e sempre no final da tarde, passavam também para comprar o pão e seguir viagem. Infelizmente com essa mudança, nossos clientes foram afastados", alegou.

Proprietário de uma loja de móveis, Joaquim Ribeiro informou à reportagem do Acorda Cidade que também registrou queda nas vendas, após as mudanças dos pontos de embarque e desembarque.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

"Depois que as vans foram embora daqui, o movimento caiu muito e esperamos que elas possam voltar, porque realmente a mudança foi drástica. Eu tive uma queda aqui em cerca de 30 até 35%, porque as pessoas passavam aqui, compravam um colchão, era uma cama, um sofá, guarda-roupa, até na loja de atacado ali na frente, caiu o movimento", disse.

Para quem fornece almoço, também viu o movimento despencar. De acordo com Jotaí Souza, dono de um restaurante na Avenida JJ Seabra, com a baixa procura por clientes, foi preciso diminuir o quadro de funcionários no estabelecimento.

"Essa mudança afetou tudo, porque quem vinha de outras cidades, principalmente nas primeiras horas da manhã, já passava aqui, tomava café, fazia um lanche e posso dizer que a queda aqui no movimento foi em torno de 30%. Como podemos observar, o movimento que tínhamos aqui, hoje não existe mais, tanto que as pessoas que ainda não tinham o conhecimento, estavam vindo aqui pegar o carro, e até o segundo dia de mudança, tivemos um movimento, mas depois, a procura foi diminuindo aqui. Com o ponto agora lá na Nóide Cerqueira, as pessoas não aguardam mais aqui no restaurante, não consomem e com isso, a gente precisa também honrar com os compromissos, mas sem o atendimento, o quadro de funcionários aqui precisou ser reduzido também", informou ao Acorda Cidade.

Não só o setor alimentício, como também o setor econômico foi afetado com esta mudança.

Ao Acorda Cidade, Geovane Junior, proprietário de uma casa lotérica na Avenida Sampaio, explicou que o movimento está sendo baixo nos últimos dias.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Para ele, essa redução de clientes também pode ser considerada pela mudança dos pontos de embarque e desembarque.

"A gente tinha um público forte aqui, um público fiel e que movimentava muito o nosso centro comercial. Com essa mudança, tivemos uma queda aqui em nosso estabelecimento e esperamos que possa ter um retorno destes passageiros. Caso não seja aqui onde era realizado o ponto, mas que seja em outro local estratégico. Muitos idosos saem de suas cidades para realizarem compras aqui em Feira, mas com isso, acredito que muitos vão deixar de vir até à cidade. Aqui mesmo na Casa Lotérica, tinham muitos idosos que vinham fazer jogos, sacar benefícios, realizar pagamentos, então pelo que estamos observando, tivemos uma queda de 20%", concluiu.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Procurado pelo Acorda Cidade, o Secretário de Transportes e Trânsito de Feira de Santana (SMTT), Saulo Figueredo, informou em nota:

O Projeto Novo Centro é uma ação do governo municipal e dentro do conceito de mobilidade sustentável, foi retirado 1.200 veículos entre vans e microônibus que provocavam filas duplas e engarrafamento no centro da cidade. Assim como as grandes cidades do Brasil, a prefeitura de Feira de Santana quer privilegiar os pedestres e evitar a emissão de poluentes tornando o centro um ambiente com calçadas livres. O Expresso Novo Centro apoia os visitantes e o feirense que tem encontrado dificuldades em pegar transportes por aplicativo com a tarifa de R$ 0,50. O mês de janeiro para o transporte público apresenta um número reduzido de passageiros, uma vez que as faculdades e escolas estão de férias e sabidamente boa parte dos feirenses estão veraneando. 

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Trecho da Avenida Fraga Maia será interditado nesta sexta-feira (28)
Feira de Santana

Trecho da Avenida Fraga Maia será interditado nesta sexta-feira (28)

Segundo o diretor de operações da SMT, Édimo Pires, as faixas da direita dos dois sentidos da via, estarão...

Após constatação de forte odor do Complexo de Matadouro, secretário de Meio ambiente afirma que medidas serão tomadas
Feira de Santana

Após constatação de forte odor do Complexo de Matadouro, secretário de Meio ambiente afirma que medidas serão tomadas

O Secretário junto com uma equipe técnica esteve presente no local para realizar a fiscalização.

Vídeo

Covid-19: com poucos funcionários, drive-thru da prefeitura gera longas filas na Ayrton Sena Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 28.01.22:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram