Acorda Cidade - Dilton Coutinho

29 de Janeiro de 2022
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Dom Itamar Vian

Todas as notícias
Publicado em 15/12/2021 11h52.

O presépio fala

Os personagens, o mundo animal e vegetal, se unem na contemplação do nascimento de Jesus.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
 O presépio fala
Foto: Pixabay

Os países católicos, ao festejarem a data do Natal, utilizam várias tradições como: canções, ceia, árvore de Natal, e, em especial, o presépio. O termo presépio vem do latim “praesaepe”, que significa, estrebaria, curral, estábulo. Foi num destes espaços que nasceu a figura, real e histórica, conhecida para a prosperidade com o nome de Jesus.

NESTE tempo de Natal, muitas são as famílias, igrejas, escolas, hospitais e empresas que, seguindo uma bela e consolidada tradição, costumam montar o presépio. Querem reviver, juntamente com Maria de Nazaré e São José, os dias cheios de emoção, que precederam o nascimento de Jesus.

O PRESÉPIO é uma das representações mais singelas do nascimento de Jesus Cristo. Procura resgatar a importância daquele momento que nos lembra a forma simples e humilde em que se deu o seu nascimento. A presença do menino Jesus naquele estábulo, ao lado de seus pais, tendo por testemunhas pastores e animais e recebendo a visita dos Reis Magos, guiados à gruta pela estrela de Belém, mostra a grandeza de Jesus, representada na fragilidade de uma criança.

ESSA REPRESENTAÇÃO foi criada por São Francisco de Assis em 1223. Ele montou, em uma gruta, na floresta da região de Greccio, (Itália), a encenação do nascimento de Jesus. Convidou famílias para a missa e, ao chegarem à gruta, encontraram a cena do nascimento de Jesus vivenciada por pastores e animais. Iniciou-se, assim, uma longa tradição popular que ainda hoje conserva seu valor para a evangelização.

MONTAR, em casa, o presépio pode ser um modo simples, mas eficaz, de evangelizar os filhos porque ele é um elemento significativo para o Natal dos cristãos. O presépio pode ajudar-nos a compreender o segredo do Natal: a humanidade de Jesus.

SÃO FRANCISCO organizou o presépio para visualizar, sensibilizar, facilitar a meditação da mensagem do nascimento de Jesus Cristo, que nasce na pobreza, na simplicidade, para fazer as pessoas mais humanas. Cada figura tem seu conteúdo evangelizador. Os personagens, o mundo animal e vegetal, se unem na contemplação do nascimento de Jesus. Os reis Magos são lembrados como um símbolo da união dos povos: Gaspar, o negro, Melchior, o branco e Baltazar, o asiático. “Fazer presépios é unir mundos”.

Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Você tem ansiedade?
Artigo

Você tem ansiedade?

A fé é uma dimensão essencial em sua vida

Necessidade de férias
Artigo

Necessidade de férias

O silêncio, seja interior ou exterior, é outro valor a ser cultivado nas férias

Por que um calendario?
Artigo

Por que um calendario?

O mais importante para a vida é ter consciência que o tempo passa e com ele nós passamos

Vídeo

Covid-19: com poucos funcionários, drive-thru da prefeitura gera longas filas na Ayrton Sena Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 28.01.22:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram