Acorda Cidade - Dilton Coutinho

05 de Dezembro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 23/11/2021 06h40.

Ainda não há previsão para início da dose de reforço para o público acima de 18 anos em Feira de Santana

É preciso ter a publicação de uma Nota Técnica, autorizando este procedimento em todo o território nacional.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
 Ainda não há previsão para início da dose de reforço para o público acima de 18 anos em Feira de Santana
Foto: Thiago Paixão

Gabriel Gonçalves

Na última terça-feira (16), o Ministério da Saúde anunciou a redução do intervalo da dose de reforço da vacina contra a Covid-19. O intervalo passou de seis para cinco meses após o esquema vacinal completo. Além desta decisão, foi anunciada também, que qualquer pessoa acima de 18 anos, está liberada para tomar a terceira dose.

Notícia atualizada: Dose de reforço para maiores de 18 anos será aplicada na UniFTC nesta quarta (24); veja outros públicos

Em Feira de Santana, ainda não há previsão para início da aplicação da dose de reforço para este público. Em entrevista ao Acorda Cidade, o secretário de Saúde, Marcelo Britto, explicou que é preciso ter a publicação através de uma Nota Técnica, autorizando este procedimento em todo o território nacional.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

"Nesse momento em que nós estamos conversando agora, a regra é de seis meses, mas o Ministro da Saúde já anunciou que vai reduzir para cinco, mas não houve a publicação desta Nota Técnica, porque só a partir daí, se torna oficial esta nova regra. Assim como nenhum município está autorizado enquanto não houver a publicação, para realizar a terceira dose. Até então, este é um pronunciamento do Ministro, desejando essa vontade, mas é preciso transformar essa vontade em ação, a partir da publicação da Nota Técnica. Após isso, será também anunciado qual será a média de vacinas que chegarão nos municípios, se será apenas uma vez por semana, duas vezes, conforme já estamos fazendo aqui com as outras doses", disse.


Com relação a primeira e segunda dose, o secretário Marcelo Britto, destacou que o município se comporta muito bem no processo de vacinação, superando o que era esperado.

"Nossa meta era atingir 420 mil pessoas vacinadas, e já estamos ultrapassando aí cerca de 460 mil. Já conseguimos também uma boa parte da segunda dose, estamos avançando, temos uma quantidade em torno de 7 a 10 mil pessoas que estão com atraso, mas dentro de um universo de 300 mil, esse número é relativamente pequeno. Nós acreditamos que estas pessoas que ainda não tomaram, estão dentro do prazo de intervalo entre a primeira e segunda dose, e a dose de reforço já está autorizada para os maiores de 60 anos, trabalhadores da área da saúde, e ficamos neste aguardo da Nota Técnica para saber como será a dose de reforço para todos acima dos 18 anos de idade, se vai liberar direto, ou por escala, como 59, 58, 57 e assim por diante", concluiu.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Moradores de Jaíba e Bonfim de Feira realizam exames oftalmológicos durante Ação Global
Feira de Santana

Moradores de Jaíba e Bonfim de Feira realizam exames oftalmológicos durante Ação Global

A Ação Global Saúde e Comunidade já foi realizada nos distritos de Tiquaruçu, Humildes, Ipuaçu e Maria Q...

Mais da metade dos maiores de 18 anos consome bebidas alcoólicas
Brasil

Mais da metade dos maiores de 18 anos consome bebidas alcoólicas

Dado é de pesquisa do Instituto Brasileiro do Fígado.

Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes
Brasil

Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes

Total de pessoas recuperadas da doença chega a 21,3 milhões.

Vídeo

Buracos e lama causam transtornos a moradores e comerciantes da Rua Tupinambá Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 03.12:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram