Acorda Cidade - Dilton Coutinho

19 de Outubro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Política

Todas as notícias
Publicado em 13/10/2021 11h08.

Vereador Paulão nega crime eleitoral e acusa procurador de suborno

Paulão do Caldeirão destacou que as verbas publicitárias são recebidas, pelo seu site desde 2018.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Vereador Paulão nega crime eleitoral e acusa procurador de suborno
oto: Paulo José/ Acorda Cidade | Vereador Paulão do Caldeirão

Maylla Nunes 

Com a grande repercussão nos últimos dias, em que o vereador Paulão do Caldeirão (PSC), alegou que o prefeito Colbert Martins filho (MDB), teria contratado homens e mulheres para assediar e difamar vereadores da Câmara, um novo capítulo, já surgiu na política feirense.

Em entrevista ao Conectado News, na última sexta-feira (8), o procurador do município, o advogado Carlos Alberto Moura Pinho informou que o vereador Paulão poderá sofrer punições de crime eleitoral, pelas verbas publicitárias de quase R$100 mil que teria recebido em seu blog, enquanto pré-candidato à Câmara Municipal.

Procurado pelo Acorda Cidade, Paulão informou nesta quarta-feira (13), que o procurador teria ‘criado’ essa acusação para sobressair a denúncia de assédio aos vereadores.

“A situação de Moura Pinho, dá até pena. Tinha ele como um advogado renomado em Feira de Santana e agora, ele sai com essa de que eu, como pré-candidato cometi crime eleitoral. Eu fiz tudo corretamente, estava na internet, não precisava me afastar, mas me afastei do site porque iria concorrer. Nunca recebi nenhum dinheiro indevidamente como Paulão do Caldeirão, como Josse Paulo. Como vereador, a minha empresa que era no meu nome, foi passada para outro nome, com outra empresa, mas o procurador quer mudar o foco da denúncia de mulheres que foram indicadas para assediar vereadores. A justiça de Deus vai prevalecer e ela nunca tarda. Esse problema não pertence mais a mim, pertence à Deus. De tudo isso que aconteceu, a única coisa que me deixou triste foi que os vereadores se negaram a falar na reunião sobre o assunto. Estamos sujeitos a tudo, independente se seguimos Colbert ou não”, relatou.

Paulão do Caldeirão destacou que as verbas publicitárias são recebidas, pelo o seu site desde 2018. Ele também alegou que o procurador Moura Pinho teria oferecido dinheiro e cargos, para que ele voltasse à base do prefeito. Entre as acusações, estava o valor de R$10 mil em comerciais.

“Quando eu prestava serviço em 2018, tiravam uma nota para uma agência. Se eu era candidato em 2018 e apoiava o prefeito Colbert, isso quer dizer que então era compra? Colbert nunca cortou, nunca suspendeu o comercial e só agora, depois que votei contra a LDO e fiz uma avalanche de denúncias, o governo procura falar isso? O próprio Moura Pinho me procurou para oferecer R$10 mil reais de comercial, além de me prometer 70 cargos, mais a recontratação dos exonerados. Ele me procurou há 30 dias atrás. Se estava errado, se era crime, por que foi me oferecer?.”

O vereador ainda citou um blog do município que teria recebido verbas publicitárias da prefeitura e informou que entrará com um pedido ao Ministério Público de investigação contra veículos de comunicação de Salvador que também teriam recebido quantias sem a divulgação da publicidade.

“Se eu recebesse a mesma quantidade de Adilson Simas que recebe R$8mil por um blog que ninguém lê, eu teria devolvido essa quantidade. Se eu tivesse recebido a quantidade que Salvador recebe e não tem publicidade, eu diria. Amanhã vou apresentar os comerciais de Salvador e vou pedir ao MP que as empresas, que anunciam a publicidade de Salvador apresentem os dados. Prestamos serviço ao governo do estado e tem a mídia clipe que diz o horário que cada comercial foi inserido. Vou ingressar na justiça para que a nossa promotoria que é muito atuante para que Salvador apresente essa a justificação dos valores recebidos.”

Paulão concluiu dizendo que a situação é lamentável diante das acusações graves do procurador sobre ele, e que a justiça de Deus resolverá o processo nos próximos dias.

“Lamentavelmente, é uma tragédia e tentaram tirar o foco da tentativa de estupro. Iriamos mostrar as provas da denúncia de assédio, mas, para não atrapalhar as investigações, não apresentamos. Pessoas já foram ouvidas e só agradecemos à Deus e parabenizamos a Polícia Civil e os vereadores que estão nessa. Vou processar Moura Pinho. Tinha ele como um grande advogado, mas deve ser a idade ou a questão de falar demais. Amanhã falo sobre o assunto e mostro as provas das contas. Uma coisa é ser vereador, outra coisa é ser pré-candidato. Sirvo há um Deus vivo e Ele vai derrubar um por um”, finalizou.

Até o fechamento desta matéria, os citados na entrevista, o jornalista Adilson Simas e o procurador Moura Pinho não retornaram à situação. 

 Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Ministério garante ao STF que Bahia e demais estados terão vacinação completa contra covid-19
Política

Ministério garante ao STF que Bahia e demais estados terão vacinação completa contra covid-19

Em ação, governo baiano reclama de defasagem de doses para o estado

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear
Política

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear

A lei foi publicada hoje no Diário Oficial.

Bolsonaro diz que determinará redução da bandeira tarifária na luz
Brasil

Bolsonaro diz que determinará redução da bandeira tarifária na luz

Declaração foi dada durante evento evangélico em Brasília.

Vídeo

Princípio de incêndio atinge distribuidora de produtos automotivos na Rua Cristóvão Barreto Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta segunda-feira 18.10:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram