Acorda Cidade - Dilton Coutinho

23 de Outubro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Saúde

Todas as notícias
Publicado em 16/09/2021 15h41.

162 amostras coletadas para busca de variante Delta em Feira de Santana deram negativas

A infectologista Melissa Falcão alertou que as variantes têm um potencial maior de infectar, porque elas dão uma quantidade maior de vírus no corpo e aumentam a chance de uma pessoa contaminar a outra.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
162 amostras coletadas para busca de variante Delta em Feira de Santana deram negativas
Foto: Sesab

Laiane Cruz

Após a Secretaria de Saúde de Feira de Santana ter detectado a presença da variante Delta em um paciente do distrito de Maria Quitéria, em Feira de Santana, 162 amostras foram coletadas de pessoas que tiveram contato próximo com o infectado, como também de outros moradores do distrito onde ele reside e da sede, para averiguar a extensão da disseminação do vírus no município. Todos os exames, porém, deram negativos e saíram dois dias após a coleta, segundo informação passada ao Acorda Cidade pela infectologista Melissa Falcão, presidente do Comitê de Combate à Covid-19.

De acordo com ela, o resultado da investigação que detectou a variante no paciente saiu quando ele já estava curado. “Após a detecção da Delta no distrito, foi feita uma ação onde o paciente reside, uma intensificação da vacinação, com campanhas e ações, para fazer as pessoas lá se vacinarem, pois esse paciente tinha 51 anos e apesar de já estar no prazo não tinha se vacinado ainda. Isso mostra a importância da vacinação de todas as pessoas. Também foram feitas coletas em todo o distrito, principalmente pessoas que moravam na rua e próximas ao local de trabalho desse paciente, tanto em pessoas com sintomas como também fizemos o PCR em pessoas sem sintomas, para ver a circulação do vírus no distrito”, informou a infectologista.

Melissa Falcão explicou também que o paciente mora só e não teve nenhum contato próximo com familiar, não teve também ninguém próximo a ele que estivesse com sintomas no momento da detecção. A testagem foi feita de maneira ampla, não só no local próximo onde ele reside ou trabalha, mas em toda a cidade, tentando fazer uma detecção no município da presença do Covid ou da presença do Delta.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“O paciente não viajou nem teve contato com ninguém que tivesse viajado, e isso configura transmissão comunitária, ou seja, a pessoa pode adquirir o vírus Delta mesmo sem sair do município. Isso mostra que já têm pessoas que tiveram o vírus Delta antes dele e não foram identificadas.”

Transmissibilidade

A especialista alertou que as variantes têm um potencial maior de infectar, porque elas dão uma quantidade maior de vírus no corpo e aumentam a chance de uma pessoa contaminar a outra. No entanto, uma pessoa com vírus Delta em ambiente fechado com dez pessoas pode contaminar até oito pessoas, isso significa que a chance de uma pessoa com esse tipo do vírus contaminar outras é ainda maior do que pelos vírus originais, como o Alpha, Beta ou o Gama, que são predominantes no estado da Bahia.

Para conter a disseminação do vírus original, como também de variantes, a infectologista reforçou a importância da população tomar as duas doses da vacina, pois mesmo como a imunização completa é possível adquirir uma infecção pela Covid, porém a chance de acontecer é muito menor do que quem não se vacinou ainda.

“O mais importante é que mesmo que adquira a covid, a chance de ter um internamento ou de vir a morrer por conta desse vírus com as duas doses das vacinas é muito menor. Os estudos hoje mostram que as vacinas que temos disponíveis, mesmo para a variante Delta, ainda têm uma eficácia significativa depois das duas doses. Somente com a primeira dose, cai muito a eficácia. Então é importante tomar as duas doses.”

Com informações do repórter Ney Silva e da jornalista Maylla Nunes do Acorda Cidade.

 

Leia também:

Secretária estadual de Saúde destaca atenção voltada para Feira de Santana após confirmação da variante Delta

Variante Delta circula em Feira de Santana há mais de um mês

Feira de Santana confirma primeiro caso da variante Delta; estado propõe antecipação da 3ª dose em 281 municípios
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Liberado certificado de vacinação para quem tomou vacinas diferentes
Brasil

Liberado certificado de vacinação para quem tomou vacinas diferentes

A emissão poderá ser realizada por meio do aplicativo ConecteSUS.

Feira de Santana confirma mais 42 casos de covid-19 em exames coletados em um mês
Boletim

Feira de Santana confirma mais 42 casos de covid-19 em exames coletados em um mês

O município contabiliza ainda nove pacientes internados e pelo terceiro dia consecutivo não registra óbito...

Vacinação de adolescentes contra a covid-19 será neste sábado (23); saiba também sobre outros grupos
Feira de Santana

Vacinação de adolescentes contra a covid-19 será neste sábado (23); saiba também sobre outros grupos

Aplicação da vacina vai ocorrer na Uefs. das 7h30 às 12h30.

Vídeo

Comerciantes dizem que podem voltar à Sales Barbosa se não houver diálogo com o prefeito Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 22.10:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram