Acorda Cidade - Dilton Coutinho

05 de Dezembro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Dom Itamar Vian

Todas as notícias
Publicado em 25/08/2021 06h21.

Tirar a trave

Francisco Faus escreve: 'A caridade não é interesseira, a inveja só procura tirar vantagem de tudo'
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

Existe a tentação de atribuir aos outros nossos defeitos. O egoísta está sempre vendo egoísmo nos outros, o invejoso vê inveja em toda a parte. O Evangelho recomenda tirar a trave do próprio olho antes de querer tirar o cisco do olho do irmão. E também, não julgueis e não sereis julgados.

UM PROVÉRBIO popular garante: “Dize-me o que criticas e dir-te-ei o que és”. O Evangelho esclarece: “O olho é a lâmpada do corpo. Se o olho for sadio todo o corpo será luminoso” (Mc 6,22). Um personagem do livro “Os Noivos”, de Alessandro Manzoni, garante: tudo é puro para aquele que é puro! Vale a alternativa contrária. Tudo é mau para aquele que é mau.

A TENTAÇÃO da desculpa, a tentação de atribuir aos outros a culpa, vem desde o Jardim Terreal. Adão acusou Eva; Eva responsabilizou a serpente. No dia a dia, são infinitas as tentativas de fugir à responsabilidade. Os outros, são sempre culpados. Na linguagem popular se garante que as vitórias têm inúmeros pais, mas as derrotas são órfãs. Concretamente, na educação dos filhos, é fácil achar culpados: a televisão, as redes sociais, a escola, as más companhias...

A INVEJA não suporta o sucesso dos outros e não se conforma em ver alguém melhor do que ele mesmo. Está sempre com pessoas soberbas, que querem ser melhores do que as outras em tudo. São pessoas inseguras, fracassadas ou revoltadas, que, não conseguindo o sucesso das outras, ficam corroídas de inveja e desejando-lhes o mal. A inveja tem como filhas a competição egoísta, o ódio e a murmuração.

OS DEFEITOS que percebemos nos outros estão, quase sempre, em nós. É deselegante atribuir aos outros os nossos defeitos. A pessoa serena e equilibrada verá qualidades nos outros. A maturidade pede que avaliemos as razões profundas, as raízes, dos nossos sentimentos e reações e que tenhamos sempre caridade e nunca inveja.

FRANCISCO Faus escreve: “A caridade não é interesseira, a inveja só procura tirar vantagem de tudo e de todos. A caridade não se irrita, nem guarda rancor, ao passo que a inveja cultiva o ressentimento e chega a convertê-lo em ódio. A caridade não se alegra na injustiça, mas compraz-se na verdade, a inveja alegra-se com mal alheio e lança mão da calúnia. A caridade tudo desculpa, a inveja tudo critica, tudo julga e condena. A caridade tudo tolera, o invejoso não suporta nem aos outros nem a si mesmo”.

Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Levanta-te, vem para o meio
Artigo

Levanta-te, vem para o meio

Jesus fez entender a todos que aquele homem tinha valor e não podia ser desprezado por causa de sua deficiên...

Você sempre agradece?
Artigo

Você sempre agradece?

É importante saborear o alimento preparado por alguém, ao invés de engolir rapidamente alguns bocados.

O mundo vai acabar?
Artigo

O mundo vai acabar?

É mais importante saber que o Cristo gosta de nós, naquilo que estamos fazendo, do que imaginar as coisas qu...

Vídeo

Buracos e lama causam transtornos a moradores e comerciantes da Rua Tupinambá Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 03.12:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram