Acorda Cidade - Dilton Coutinho

18 de Setembro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Bahia

Todas as notícias
Publicado em 21/06/2021 16h02.

TRT determina indenização de R$ 30 mil a funcionário demitido de loja após ser acusado de furto

Homem chegou a ficar preso por 35 dias. Justiça entendeu que não havia evidências de autoria e materialidade do fato e, posteriormente, desembargadora considerou inquestionável o prejuízo no patrimônio imaterial do empregado e danos à dignidade dele.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
TRT determina indenização de R$ 30 mil a funcionário demitido de loja após ser acusado de furto
Foto: Reprodução/TV Bahia

Acorda Cidade

Um homem que atuou como subgerente de uma unidade das Lojas Insinuante, em Salvador, ganhou indenização de R$ 30 mil em um processo contra a empresa no qual afirmou ter sido acusado injustamente de auxiliar em furtos em um dos estabelecimentos. O homem chegou a ficar preso por 35 dias.

O Tribunal do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA) divulgou o caso nesta segunda-feira (21) e informou que decisão ocorreu na última terça-feira (15). Para os desembargadores da Quarta Turma do TRT5-BA, que julgaram o processo movido pelo trabalhador, a Insinuante deveria ter sido mais cautelosa na averiguação do fato. A decisão cabe recurso.

Em 2010, as Lojas Insinuante se fundiram com a Ricardo Eletro e, posteriormente, só ficaram em Salvador unidades da Ricardo Eletro. 

O tribunal informou que, segundo o empregado, o seu contrato foi rescindido em setembro de 2016, após a ocorrência de um furto nas dependências de uma das lojas próxima ao estabelecimento onde atuava. O responsável pela loja assaltada informou aos policiais que o assaltante morava perto da casa desse subgerente, fato confirmado pelo criminoso.

Então, ainda de acordo com o TRT5-BA, o trabalhador foi indiciado por crime de furto, permanecendo 35 dias preso, até que a família dele conseguisse contratar um advogado para impetrar habeas corpus.

O trabalhador disse que a empresa, em vez de lhe dar apoio e suporte, iniciou uma perseguição e indicou advogados com o intuito de incriminá-lo, sem qualquer indício da sua participação no delito.

"O empregado afirmou ainda que a Insinuante estampou o seu retrato em todas as lojas do grupo econômico, e que ele foi identificado como chefe de uma quadrilha que já havia realizado inúmeros assaltos. Com base nesses argumentos, pediu a nulidade da dispensa por justa causa e uma indenização por danos morais", diz a nota do TRT5-BA.

Após a impetração do habeas corpus, a Justiça entendeu que não havia evidências de autoria e materialidade do fato.

Ao examinar a questão trabalhista, a 21ª Vara do Trabalho de Salvador absolveu o subgerente no caso do furto. A decisão do 1º Grau do TRT5-BA declara que faltou a empresa comprovar o ato de improbidade do subgerente, “não dando margem a dúvidas, o que não se verificou”, e fixou uma indenização por danos morais em R$ 10 mil.

Ao analisar o recurso na Quarta Turma, a desembargadora relatora, Ana Lúcia Bezerra, afirmou que é inquestionável o prejuízo no patrimônio imaterial do empregado, “uma vez que houve acusação de ato de improbidade sem a correspondente prova”.

Para ela, o fato de o empregado ser dispensado por justa causa “demonstra claro abuso de direito do empregador ao aplicar a punição disciplinar máxima, baseada em conduta grave, sem a apuração e cautela necessárias”. A relatora entendeu também que o caso gerou danos à dignidade do reclamante, decidindo por aumentar o valor da indenização para R$ 30 mil.

Fonte: G1

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Transferência de veículo: Detran-BA anuncia adesão ao Renave
Registro Nacional

Transferência de veículo: Detran-BA anuncia adesão ao Renave

Serviço vai desburocratizar e baratear o serviço de transferência, no Estado.

Bahia

Governo do Estado busca alternativas para manter Cine Glauber Rocha

A mobilização envolve a busca de apoio também da iniciativa privada e de outros parceiros para que a Bahia ...

Detran-BA relembra aos condutores sobre validade dos prazos de renovação da CNH
Bahia

Detran-BA relembra aos condutores sobre validade dos prazos de renovação da CNH

É necessário que os condutores marquem o atendimento com antecedência para evitar dificuldades ao final de ...

Vídeo

Folheteiro e cordelista, Jurivaldo Alves reforça o papel da literatura de cordel para a história Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 17.09:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram