Acorda Cidade - Dilton Coutinho

27 de Outubro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Variedades

Todas as notícias
Publicado em 18/06/2021 15h19.

O poder do brincar: especialista destaca a importância das brincadeiras no desenvolvimento das crianças

Em tempos de pandemia e distanciamento social, a prática tem se tornado indispensável.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
O poder do brincar: especialista destaca a importância das brincadeiras no desenvolvimento das crianças
Foto: Divulgação

Acorda Cidade

Brincar é um direito assegurado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), além disso, as brincadeiras têm um papel fundamental na vida das crianças, já que elas podem auxiliar no desenvolvimento social, emocional e cognitivo dos pequeninos. De acordo com a psicóloga do Sistema Hapvida, Marta Érica Souza, o entretenimento infantil ainda impulsiona o pensamento simbólico, favorece a evolução da memória e da ludicidade, no desenvolvimento motor e na aprendizagem de novos comportamentos e habilidades.

Em tempos de pandemia e distanciamento social, a prática tem se tornado indispensável, sobretudo para garantir que a garotada permaneça ativa, tanto fisicamente, quanto mentalmente. Para este momento, onde não é liberado a reunião e a interação entre os pequeninos, a especialista aconselha que os pais ou responsáveis permitam o livre brincar da criança, para que dessa forma possam aprender sobre os interesses dela.

"Se o pequeno gosta de jogos de carros no celular, que tal construir uma super pista de corrida na cozinha? Para os que curtem histórias, vale a pena fazer um piquenique ou improvisar uma cabana na sala, e aproveitar o espaço para conversar e conhecer melhor a criança. Aos mais ativos, o ideal é criar um circuito que envolva toda a casa, com obstáculos bem específicos para aguçar a criatividade. Com os maiores, a diversão fica por conta das atividades de tabuleiro, karaokê, ou ainda da velha e conhecida amarelinha", pondera Marta, que ainda ressalta os cuidados com o uso excessivo de aparelhos eletrônicos durante a pandemia.

Longe das telas

"Eu, enquanto psicóloga, sempre oriento a família que se desconecte um pouco das telas e brinque com suas crianças, para que possamos construir bons vínculos, memórias afetivas, além de prezar pelo respeito a cada fase de desenvolvimento do pequeno. Numa geração cada vez mais tecnológica, um dos nossos desafios é promover a brincadeira e, através dela, a aproximação entre familiares", destaca. Segundo a especialista, a Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que crianças menores de dois anos não sejam expostas a nenhuma atividade em aparelhos eletrônicos, as de dois aos cinco anos devem passar apenas uma hora por dia, e as de seis a dez anos, no máximo duas horas, sempre com a supervisão de um adulto.

No entanto, a Dra. Marta entende que, por conta do atual momento pandêmico, tem sido cada vez mais difícil limitar o acesso aos aparelhos eletrônicos em várias faixas etárias, uma vez que, o contato com outros familiares e amigos acaba sendo por meio do uso do celular, tablets, notebooks, entre outros aparelhos tecnológicos. "Embora o acesso à internet seja inevitável, a família tem que buscar atividades para serem realizadas em conjunto, preservando sempre a rotina: café da manhã, almoço e tempo de estudo. A interação entre os familiares é insubstituível!", afirma a psicóloga.

Para isso, Marta Érica incentiva aos pais que promovam em suas casas atividades que estimulem as relações sociais, o respeito às regras e ao outro, o autoconhecimento e reconhecimento dos seus limites, tais como a amarelinha, pega-pega, pula-pula, pega anel, o mestre mandou, dentre tantas outras. "A melhor brincadeira é aquela que é divertida, promove lembranças afetivas e, principalmente, boas gargalhadas'', conclui.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Especialista alerta para importância de cuidar da criança interior
Comportamento

Especialista alerta para importância de cuidar da criança interior

Segundo a psicóloga Bianca Reis, 'a criança interior é aquela que vive dentro de todos nós. Ela não é ap...

Dia Internacional do Idoso: aos 83 anos, aposentada produz doces para continuar na ativa
Empreendedorismo feminino

Dia Internacional do Idoso: aos 83 anos, aposentada produz doces para continuar na ativa

Para Lina Orrico, 'aposentadoria não é nenhum motivo pra ninguém ficar dentro de casa'.

Rosas do deserto ganham popularidade nos lares brasileiros
Primavera

Rosas do deserto ganham popularidade nos lares brasileiros

Primavera é ótimo momento para cultivar plantas que necessitam de iluminação direta.

Vídeo

Após manifestação, trânsito fica congestionado no centro de Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta terça-feira 26.10:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram