Acorda Cidade - Dilton Coutinho

12 de Maio de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Polícia

Todas as notícias
Publicado em 04/05/2021 16h50.

Família de homens mortos após furtarem carne em supermercado de Salvador tem reunião na Alba

Encontro teve a presença do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Adolfo Menezes (PSD), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Casa, deputado estadual Jacó (PT) e mães de Yan e Bruno.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Família de homens mortos após furtarem carne em supermercado de Salvador tem reunião na Alba
Foto: Arquivo pessoal

Acorda Cidade

A família de Yan Barros e Bruno Barros, mortos após os dois furtarem carnes de um supermercado de Salvador, teve uma reunião nesta terça-feira (4) com o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Adolfo Menezes (PSD), e o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Casa, deputado estadual Jacó (PT).

Os corpos de Yan e Bruno foram encontrados na mala de um carro, na localidade da Polêmica, na capital baiana, na noite do dia 26 de abril.

Segundo a assessoria da presidência da Alba, o encontro teve a presença de Elaine Silva, Dionésia Silva e Paula Silva dos Santos. A primeira é mãe de Yan, a segunda mãe de Bruno e a última, mãe da filha de Bruno.

Ao G1, Elaine Silva contou que o presidente da Alba, Adolfo Menezes, e o deputado estadual Jacó disseram que vão procurar soluções para o caso.

Investigação
 

A delegada Andréa Ribeiro, diretora do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que imagens de câmeras de segurança do supermercado Atakarejo, no bairro de Amaralina, em Salvador, estão sendo analisadas.

Familiares e amigos de Bruno e Yan Barros denunciam que os seguranças do estabelecimento entregaram os dois, que são tio e sobrinho, a traficantes do bairro do Nordeste de Amaralina depois do crime, no dia 26 de abril. Uma testemunha presenciou a situação.

Segundo a delegada, familiares das vítimas estão sendo ouvidos, assim como funcionários do estabelecimento e testemunhas. A delegada informou que funcionários estão entre os investigados, mas que não pode detalhar o caso para não atrapalhar as investigações. Ninguém foi preso até a última atualização desta reportagem.

A família dos dois homens relata que um deles enviou áudios pedindo dinheiro para pagar carnes que eles teriam furtado de um supermercado.

Por meio de nota, o grupo Atakadão Atakarejo informou que reitera o comprometimento com a observância dos direitos humanos e com a defesa da vida humana digna, não compactuando com qualquer tipo de violência.

Disse ainda que é uma empresa séria, sólida e cumpridora das normas legais, que possui rigorosa política que não compactua com qualquer ação criminosa. Em relação aos fatos ocorridos em 26 de abril, o grupo afirma que está colaborando integralmente com a investigação policial e já entregou todos os documentos e imagens do sistema de segurança aos órgãos competentes para o esclarecimento do caso.

A empresa ressaltou que repudia veementemente qualquer tipo de violência e se solidariza com a família das vítimas neste momento. O grupo também afirma que aguarda o encerramento das investigações, que correm em segredo de justiça, para a elucidação do caso e espera a punição de todos os culpados.

Entenda o caso
Na noite do dia 26 de abril, dois homens foram achados mortos na localidade da Polêmica, em Salvador. De acordo com a Polícia Civil, eles foram torturados e atingidos por disparos de arma de fogo. À época, a polícia informou que a motivação do crime estava relacionada ao tráfico de drogas.

Um dia depois, na terça-feira (27), eles foram identificados como Bruno Barros e Yan Barros. Na quinta-feira (29), a mãe de Yan, Elaine Costa Silva, revelou que ele foi morto após ter sido flagrado pelos seguranças do supermercado Atakarejo por furtar carne no estabelecimento.

Segundo ela, o tio de Yan, Bruno, que também foi morto, enviou áudios a uma amiga informando o que tinha acontecido e pedindo ajuda para não ser entregue aos traficantes do Nordeste de Amaralina.

Na sexta-feira (30), parentes e amigos dos dois homens fizeram uma manifestação, na rua onde eles moravam, em Fazenda Coutos, e depois na frente do Atacadão Atakarejo, que fica no mesmo bairro.

Em nota, o Ministério Público da Bahia informou que ao tomar conhecimento do fato envolvendo Bruno Barros e Yan Barros, adotou as providências cabíveis nesta fase preliminar de apuração, autuando uma notícia de crime e encaminhando ao Núcleo do Júri da Capital.

Fonte: G1

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Ilhéus: Polícia Federal cumpre mandados contra advogado investigado por retenção de autos processuais
Operação Restituir

Ilhéus: Polícia Federal cumpre mandados contra advogado investigado por retenção de autos processuais

A pena prevista para o Crime contra a Administração da Justiça pela sonegação de objeto de valor probató...

Homem morre em troca de tiros com policiais militares no bairro Campo Limpo
Feira de Santana

Homem morre em troca de tiros com policiais militares no bairro Campo Limpo

O homem ainda foi levado ao Hospital Geral Clériston Andrade, mas não resistiu.

Suspeitos de explosões em agências bancárias morrem em confronto com polícia; R$ 236 mil e armas foram apreendidas
Operação Aerárium

Suspeitos de explosões em agências bancárias morrem em confronto com polícia; R$ 236 mil e armas foram apreendidas

Dois suspeitos foram encontrados na cidade de Serra do Ramalho e outros dois na cidade de Maracás. Quarteto ...

Vídeo

Santa Casa de Misericórdia inaugura 8 leitos de UTI exclusivos para Covid-19 em Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta terça-feira 11.05:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram