Acorda Cidade - Dilton Coutinho

16 de Maio de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Educação

Todas as notícias
Publicado em 04/05/2021 13h58.

Governo divulga datas para pedir isenção de taxa de inscrição no Enem

Pedidos devem ser feitos entre os dias 17 e 28 de maio
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Governo divulga datas para pedir isenção de taxa de inscrição no Enem
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil | Governo divulga datas para pedir isenção de taxa de inscrição no Enem

Acorda Cidade

Agência Brasil - O candidato que quiser pedir isenção da taxa de inscrição do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) neste ano deve se inscrever entre os dias 17 e 28 de maio. As datas foram divulgadas em edital publicado ontem (3) no Diário Oficial da União (DOU) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Pela primeira vez, o Inep publicou um edital separado somente para os pedidos de isenção na taxa. As datas para a inscrição no Enem e também os dias de prova da edição 2021 ainda não foram divulgados.

Aqueles que se inscreveram e faltaram à última edição do Enem também poderão justificar a ausência entre os dias 17 e 28 de maio. O procedimento é necessário para solicitar isenção na taxa da próxima edição do exame.

Pelo cronograma divulgado, o resultado dos pedidos de isenção e das justificativas de ausência serão divulgados em 9 de junho. O período de recurso será entre 14 e 16 de junho, e o resultado dos recursos serão divulgados em 25 de junho.

O Inep alerta que mesmo aqueles que tiverem a isenção concedida precisam realizar nova inscrição no Enem, quando estas forem abertas, em data ainda a ser divulgada.

Os critérios para pedir isenção na taxa de inscrição são os seguintes:

- estar cursando a última série do ensino médio no ano de 2021, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública;

- ter cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou ser bolsista integral na rede privada, além de ter renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio;

- ou declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), desde que informe o seu Número de Identificação Social (NIS) único e válido.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Governo anuncia liberação de R$ 2,61 bilhões para universidades federais
Educação

Governo anuncia liberação de R$ 2,61 bilhões para universidades federais

Dinheiro foi remanejado de programas custeados pela regra de ouro

Prazo para entrega da documentação do Partiu Estágio termina na próxima segunda (17)
Bahia

Prazo para entrega da documentação do Partiu Estágio termina na próxima segunda (17)

Os 2.616 universitários selecionados precisam apresentar os documentos solicitados nos órgãos onde irão es...

Estudantes da rede estadual recebem sexta parcela do vale-alimentação estudantil
Bahia

Estudantes da rede estadual recebem sexta parcela do vale-alimentação estudantil

A ação do Governo da Bahia, para a qual foram destinados R$ 48 milhões nesta etapa, totaliza, até o moment...

Vídeo

Santa Casa de Misericórdia inaugura 8 leitos de UTI exclusivos para Covid-19 em Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram