Acorda Cidade - Dilton Coutinho

12 de Maio de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Viagens

Todas as notícias
Publicado em 26/04/2021 09h24.

Criação de linha de voos comerciais para Mucugê tem intermediação da Setur

Para o secretário de Turismo na Bahia, os voos contribuirão para tornar o acesso à Chapada Diamantina mais confortável, uma vez que apenas o município de Lençóis conta com aeroporto estruturado para receber voos comerciais.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Criação de linha de voos comerciais para Mucugê tem intermediação da Setur
Foto: Divulgação | Criação de linha de voos comerciais para Mucugê tem intermediação da Setur

Acorda Cidade

A região de Mucugê, na Chapada Diamantina, deverá contar com voos comerciais, operados pela Abaeté Aviação, entre o município e Salvador, a partir de meados de junho. Projeto neste sentido está sendo articulado pelo secretário de Turismo da Bahia, Fausto Franco, que levou à cidade, na sexta-feira (23), técnicos da empresa aérea para avaliarem a pista e o hangar do aeródromo da Fazenda Progresso.

"A ideia é começar com dois voos semanais, as quintas e domingos, aproveitando a sequência de feriados que virá com o Corpus Christi, São João e Dois de Julho, e depois aumentar conforme a demanda", explicou Fausto Franco.

Para o secretário, os voos contribuirão para tornar o acesso à Chapada Diamantina mais confortável, uma vez que apenas o município de Lençóis conta com aeroporto estruturado para receber voos comerciais.

No início da tarde, ele apresentou os funcionários da Abaeté à prefeita de Mucugê, Ana Medrado, para dialogar sobre o projeto. "Nós apoiamos e abraçamos esta causa para que, além da agricultura, o turismo venha alavancar nossa economia", aprovou ela.

Em seguida, Franco participou de uma reunião virtual do Consórcio Chapada Forte, presidido por Wilson Cardoso, e pediu apoio de prefeitos da região para a consolidação do projeto.

"De início, é importante contarmos com o apoio das prefeituras da Chapada para mantermos uma regularidade de passagens adquiridas para os voos de ida e volta, tornando assim o projeto viável", explicou Eduardo Salles.

Segundo os técnicos da Abaeté, a pista do aeródromo da Fazenda Progresso, que tem 1.240 metros de comprimento por 20 metros de largura, está apta a operar os voos da companhia. "Somente pequenos ajustes são necessários para que o local se torne ideal", disse o diretor Guilherme Mello.

Os voos deverão ser operados por aeronaves Caravan 208, com capacidade para nove passageiros, segundo o técnico Robson Vieira.

Novas linhas

A ampliação do acesso aéreo às diversas zonas turísticas da Bahia tem sido uma das estratégias de Fausto Franco para o incremento da atividade do turismo no estado. No final de 2020, ele intermediou para que a Abaeté implantasse voos regulares para a região de Morro de São Paulo.

Também estão sendo articuladas frequências para localidades como Boipeba e Maraú. Outra linha de ação do titular da Secretaria de Turismo do Estado com este objetivo é a intermediação, junto à Agência Nacional de Aviação - Anac, para a mudança do status de aeródromos de público para privado, para viabilizar voos comerciais, como fez recentemente para os municípios de Una( sul da Bahia) e de Cocos (extremo oeste).

Vinícola - No caso de Mucugê, além de contribuir para o acesso a uma região rica em ecoturismo, com belezas naturais, históricas e culturais, os voos da Abaeté deverão desembarcar passageiros num dos mais promissores polos de enoturismo do país, que é a própria Fazenda Progresso.

"O clima e a altitude da região favorecem a produção de um vinho cuja qualidade foi atestada por grandes especialistas internacionais", afirmou o diretor Fabiano Borré.

Para que o visitante possa conferir a excelência da produção vinícola desfrutando ainda da paisagem idílica da fazenda, uma grande estrutura hoteleira será construída, com 30 apartamentos, bangalôs, spa, piscina, museu e concha acústica. Há também o Pavimento Turístico, com vista panorâmica para um cenário onde o verde intenso da vegetação contrasta com o azulado das serras ao fundo.

O lançamento e comercialização do vinho da marca UvvA, como foi batizada a bebida produzida com uvas diversas da região, deverá acontecer em dois meses, de acordo com Borré.

Ainda em Mucugê, Fausto Franco e comitiva visitaram a pousada Refúgio na Serra e seu restaurante, uma das novas opções de hospedagem da cidade, inaugurada no final de dezembro.

A equipe da Abaeté que viajou à região foi composta também pelo diretor Héctor Halmada, Luciana Marques, da área de marketing, e o consultor Ricardo Ramos, diretor executivo da RR76 Aviation.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Juiz considera ilegal obrigação de isolamento de viajantes do Brasil
Brasil

Juiz considera ilegal obrigação de isolamento de viajantes do Brasil

Tribunal declarou inconstitucional resolução do Conselho de Ministros

Turismo

Salvador integra projeto do MTur para desenvolver Destinos Turísticos Inteligentes no país

A capital baiana foi convidada pela Pasta e aceitou o desafio de se tornar um destino turístico inovador e se...

Seminário virtual com especialistas do Brasil e França debate soluções para o turismo
Turismo no pós covid-19

Seminário virtual com especialistas do Brasil e França debate soluções para o turismo

Turismo Sustentável é o tema central do evento, que apresentará também um relatório com o panorama do set...

Vídeo

Santa Casa de Misericórdia inaugura 8 leitos de UTI exclusivos para Covid-19 em Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Podcast

Ouça o Programa desta terça-feira 11.05:
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram