Acorda Cidade - Dilton Coutinho

18 de Abril de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 08/04/2021 14h46.

Secretário diz que 156 não consegue atender a todas as denúncias: 'Estamos nos esforçando'

Segundo Moacir Lima, além do 156, tem também o aplicativo Fala Feira e a ferramenta da Polícia Militar, que é o 190, esta que é parceira da prefeitura no atendimento das denúncias.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Secretário diz que 156 não consegue atender a todas as denúncias: 'Estamos nos esforçando'
Foto: PMFS

Laiane Cruz

Diversas reclamações chegam diariamente acerca do atendimento da central telefônica 156, da prefeitura de Feira de Santana, sob o comando da Secretaria de Prevenção à Violência (Seprev). A central recebe denúncias sobre poluição sonora, aglomerações, dentre outros assuntos da comunidade. No entanto, a população se queixa constantemente da falta de contato com os atendentes e o não comparecimento da fiscalização nos locais das denúncias.

Em reposta às reclamações da população, o secretário de Prevenção à Violência, Moacir Lima, afirmou que a central está funcionando, mas reconheceu que as equipes não conseguem atender toda a demanda que chega.

“Ela está funcionando, mas não vou dizer que nesse momento ela tem um suporte para atender a todas as demandas. Há de convir que uma cidade como Feira de Santana, com a dificuldade da imensidão desse município, nós temos dificuldades sim em determinados momentos de atender a todas as ocorrências, mas temos feito todos os esforços pra que a gente dentro do possível possa socorrer as pessoas que necessitem das nossas ações”, justificou o secretário.

Foto: Ed Santos/ Acorda Cidade

Segundo Moacir Lima, além do 156, tem também o aplicativo Fala Feira e a ferramenta da Polícia Militar, que é o 190, esta que é parceira da prefeitura no atendimento as denúncias.

“Com essas denúncias de aglomerações, nós temos também o Feira Quer Silêncio, que ataca tudo isso, e no final de semana passado apreendemos só no domingo dez aparelhos de som e com isso dez eventos festivos foram encerrados. Então o município tem feito a sua parte, claro, vou frisar que temos dificuldade sim de atender toda essa demanda, mas estamos também nos esforçando”, salientou.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade. 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Presidente do consórcio que administra o Shopping Popular diz que comerciantes precisam saber dialogar
Feira de Santana

Presidente do consórcio que administra o Shopping Popular diz que comerciantes precisam saber dialogar

Para Elias Tergilene, as pessoas que estão insatisfeitas precisam sentar com uma pauta definida.

Lockdown: apenas serviços essenciais funcionam neste fim de semana
Feira de Santana

Lockdown: apenas serviços essenciais funcionam neste fim de semana

O comércio de Feira de Santana estará fechado.

Veja a lista atualizada de casos de covid-19 por bairros e localidades
Feira de Santana

Veja a lista atualizada de casos de covid-19 por bairros e localidades

A relação foi elaborada pela Vigilância Epidemiológica

Vídeo

Idosos e acompanhantes se aglomeram em fila de vacina na UBS do Dispensário Santana Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram