Acorda Cidade - Dilton Coutinho

18 de Abril de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 08/04/2021 11h30.

Comerciantes do Shopping Popular voltam a protestar contra taxas e pedem preços justos

Eles também pedem audiência com o prefeito e revisão do contrato.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Comerciantes do Shopping Popular voltam a protestar contra taxas e pedem preços justos
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Andrea Trindade

Comerciantes do Shopping Popular voltaram a protestar contra as taxas cobradas pela administração do empreendimento. Eles se concentraram na manhã desta quinta-feira (8) em frente ao Paço Municipal, no centro de Feira de Santana.

Os comerciantes querem uma audiência com o prefeito Colbert Martins Filho e pedem suspensão do aluguel visto que o movimento no local está fraco, além de revisão das taxas e do contrato e aplicação dos recursos para propaganda e marketing.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade
 

Representando a categoria, Elizabeth Araújo, informou ao Acorda Cidade que estão passando dificuldades e querem pagar um valor que considerem mais justo de acordo com a realidade deles.

“Hoje voltamos depois de 15 dias porque o prefeito não abriu as portas para negociar com o trabalhador. Já conversamos com secretário, chefe de gabinete e nisso vai até hoje sem solução. O que queremos é que suspendam o aluguel, as taxas abusivas porque ninguém vende nada, quem vende já está acabando o seu estoque, não tem como repor e a grande maioria está na estaca zero. Pedimos que ele sente, revise o contrato e tenha um pouco de humanidade. Estamos na pandemia de covid-19, vai chegar maio onde vence a carência e passaremos a pagar R$457 de aluguel e não temos como pagar. Atualmente alguns estão pagando só a taxa R$214, R$189, R$144, muita gente já começou a pagar o aluguel em janeiro, já estão pagando R$457 e R$614. Queremos pagar o que é justo. É o que sempre falamos, queremos que a prefeitura assuma a parte dela dos camelôs, o solo público, então, queremos que a prefeitura coloque uma taxa administrativa, queremos pagar o que é justo lá dentro”, informou a comerciante que oferta serviços gráficos no local.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade
 

Ao Acorda Cidade ela informou que o preço justo seria no máximo R$250, embora ainda seja um valor considerado alto para a maioria.

“É exorbitante, porque fazemos a comparação com quem já trabalha lá dentro, que paga R$40, R$50 como pessoal da Ceasa. Então seria até bom pagar só R$50, R$100, para nós lá seria ótimo, mas entendemos que tem um empreendimento e que não poderia passar de R$250 os valores incumbidos ao camelô ali dentro. O máximo que podíamos pagar, o valor justo como falei, com base em pesquisas, seria R$200 reais no máximo, com taxa administrativa e despesa, porque Mercado de Arte paga R$100, pessoal da Ceasa paga R$40, R$50, alguns paga só R$10 ou R$12, e nós temos que pagar R$600? Então que pacto foi esse? Que aliança foi essa que fizeram? É porque somos ricos, temos que pagar R$600, queremos negociar o preço justo”, enfatizou.

 Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade
 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Presidente do consórcio que administra o Shopping Popular diz que comerciantes precisam saber dialogar
Feira de Santana

Presidente do consórcio que administra o Shopping Popular diz que comerciantes precisam saber dialogar

Para Elias Tergilene, as pessoas que estão insatisfeitas precisam sentar com uma pauta definida.

Lockdown: apenas serviços essenciais funcionam neste fim de semana
Feira de Santana

Lockdown: apenas serviços essenciais funcionam neste fim de semana

O comércio de Feira de Santana estará fechado.

Veja a lista atualizada de casos de covid-19 por bairros e localidades
Feira de Santana

Veja a lista atualizada de casos de covid-19 por bairros e localidades

A relação foi elaborada pela Vigilância Epidemiológica

Vídeo

Idosos e acompanhantes se aglomeram em fila de vacina na UBS do Dispensário Santana Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram