Acorda Cidade - Dilton Coutinho

18 de Setembro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Polícia

Todas as notícias
Publicado em 18/03/2021 07h48.

Polícia Federal combate desvios de recursos públicos da educação no oeste baiano

As investigações que deram origem à operação foram iniciadas em 2020.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Polícia Federal combate desvios de recursos públicos da educação no oeste baiano
Foto: Polícia Federal

Acorda Cidade

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (18), a Operação Kindergarten, que visa à repressão de fraudes em licitações e o desvio de recursos públicos destinados à Educação repassados pela União ao município de Barreiras, no oeste baiano.

Foto: Polícia Federal

As investigações que deram origem à operação foram iniciadas em 2020, com base em informações apresentadas pelo Ministério Público Federal, oriundas do Inquérito Civil nº 1.14.014.000102/2016-09, que indicavam a constituição e a contratação fraudulenta de um consórcio formado por empresas sem estrutura operacional, para a reforma de escolas municipais, por meio do Contrato nº 208/2017, firmado pela Prefeitura de Barreiras em decorrência de adesão a uma Ata de Registro de Preços vigente no município de Ilhéus.

Após atuação conjunta da Polícia Federal com o Ministério Público Federal, identificou-se a contratação de outras empresas do ramo de Engenharia, por meio de procedimentos licitatórios fraudulentos, com indícios de superfaturamento, para a elaboração de projetos executivos, reformas e construção de escolas.
Cerca de 80 policiais federais cumprem 16 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. As medidas ocorrem nos municípios baianos de Barreiras, São Desidério e Salvador, além de Belo Horizonte, Contagem e Divinópolis, em Minas Gerais.

O nome da operação, Kindergarten, cuja tradução para o português é Jardim de Infância, faz referência ao termo criado pelo alemão Friedrich Froebel (1782-1852), um dos primeiros educadores a se preocupar com a educação infantil.

Os responsáveis pelas condutas delitivas investigadas responderão pela prática dos crimes de fraude a licitação (art. 90 da Lei 8.666/93); falsidade ideológica (art. 299 do Código Penal); corrupção passiva (art. 317 do Código Penal); corrupção ativa (art. 333 do Código Penal); organização criminosa (art. 2º da Lei 12.850/13); crime de responsabilidade (art. 1º, inciso I do Decreto-Lei nº 201/67) e lavagem de dinheiro (art. 1º da Lei 9.613/98). 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Casal é flagrado com 35 kg de maconha em Irecê
Polícia

Casal é flagrado com 35 kg de maconha em Irecê

Com o casal também foram encontradas armas e munições.

Operação para combater crimes contra o idoso é lançada
Polícia

Operação para combater crimes contra o idoso é lançada

A ação, que acontece entre os dias 16 de setembro e 1º de outubro, vai contar com a participação de equip...

Carga de madeira avaliada em mais de R$ 100 mil é recuperada
Polícia

Carga de madeira avaliada em mais de R$ 100 mil é recuperada

O motorista do caminhão desviou a carga que seria entregue em Feira de Santana.

Vídeo

Moradores do povoado Santa Quitéria realizam protesto contra construção de muro de condomínio Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 17.09:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram