Acorda Cidade - Dilton Coutinho

25 de Janeiro de 2022
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Economia

Todas as notícias
Publicado em 13/03/2021 09h02.

Ministério da Economia: PEC Emergencial é a maior reforma fiscal em 22 anos

Equipe econômica não detalha recriação do auxílio emergencial
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Ministério da Economia: PEC Emergencial é a maior reforma fiscal em 22 anos
Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

Acorda Cidade

Agência Brasil - Prevista para ser promulgada na segunda-feira (15), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial representa a mais importante reforma fiscal em 22 anos, divulgou ontem (12) à noite o Ministério da Economia.

Em nota, a pasta destacou que o texto aprovado na quinta-feira (11) pela Câmara dos Deputados traz as maiores mudanças na administração do orçamento desde a sanção da Lei de Responsabilidade Fiscal, no fim de 1999.

Segundo a nota, as medidas de corte de gastos obrigatórios exigidas como compensação para a recriação do auxílio emergencial estabelecem o compromisso com o equilíbrio das contas públicas e devem se traduzir em mais investimentos e emprego no futuro.

“A PEC estabelece compromisso com o equilíbrio das finanças do país. Com responsabilidade fiscal e social, o Brasil atrairá investimentos que impactam diretamente na geração de emprego e renda das famílias”, destacou o texto. De acordo com o Ministério da Economia, os gestores públicos ganharam instrumentos usados nas economias mais desenvolvidas do mundo para a gestão das contas públicas.

Em relação ao serviço público, a nota ressalta que as medidas da PEC “não atingem os servidores, não cortando salários nem retirando direitos”. O texto aprovado no Congresso proíbe o congelamento de salários, a realização de concursos públicos e a criação de cargos quando as despesas obrigatórias sujeitas ao teto de gastos ultrapassarem 95% das despesas totais. No entanto, a Câmara permitiu que as progressões sejam mantidas nesse período.

Auxílio emergencial

A PEC emergencial permite a concessão de uma nova rodada do auxílio emergencial limitada a R$ 44 bilhões e suspende exigências fiscais em situações de calamidade pública. A nota do Ministério da Economia, no entanto, não detalha quando e como se dará a recriação do benefício. “Questões como a quantidade de parcelas e valores para cada beneficiário terão de ser estabelecidas em norma infraconstitucional específica”, destacou o texto.

Na avaliação do Ministério da Economia, o texto aprovado tornou “claras e previsíveis” as regras para agir em momentos de calamidade, preservando as contas públicas, ao mesmo tempo em que, na visão da pasta, garante a preservação dos serviços públicos essenciais.

“No caso de emergência fiscal, os instrumentos controlam a velocidade de crescimento da despesa e preservam espaço no orçamento para investimentos e outras despesas de capital. Quando decretada a calamidade pública pelo presidente da República e validada pelo Congresso Nacional, a União, os estados e os municípios terão capacidade de ação para socorrer a população, preservar a saúde e manter os serviços públicos”, acrescentou a nota.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Alta do material escolar pode chegar a 30%
Volta as Aulas

Alta do material escolar pode chegar a 30%

Pesquisas, reaproveitamento e compras coletivas são algumas das dicas do professor de Ciências Contábeis da...

Exportações da Bahia em 2021 atingem US$ 9,9 bilhões e crescem 26,3%
Bahia

Exportações da Bahia em 2021 atingem US$ 9,9 bilhões e crescem 26,3%

O estado da Bahia segue na liderança no Nordeste, e suas exportações representam 48% do volume que a regiã...

Receita abre consulta a lote residual de restituições do IR
Economia

Receita abre consulta a lote residual de restituições do IR

Contribuintes receberão crédito bancário no próximo dia 31

Vídeo

Moradores do Conjunto Alvorada se manifestam pedindo mais segurança Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta segunda-feira 24.01.22:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram