Acorda Cidade - Dilton Coutinho

20 de Outubro de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 07/02/2021 16h41.

Ventilador e muita água: feirenses buscam alternativas para enfrentar as altas temperaturas

Com a média de 30 a 35 ventiladores sendo vendidos por dia neste período, a vendedora Franciele Nascimento explicou que a loja está com o estoque cheio para atender aos consumidores.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Ventilador e muita água: feirenses buscam alternativas para enfrentar as altas temperaturas
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade (Arquivo)

Gabriel Gonçalves

As altas temperaturas neste verão tem motivado o aumento do consumo de água e a venda de ventiladores, e quem comemora, enquanto outros reclamam, são os vendedores. Jaqueline Brito vende água na sinaleira da Avenida Senhor dos Passos no centro da cidade, segundo ela, por conta da pandemia, as vendas tiveram uma queda, mas o forte calor tem ajudado a atrair mais clientes.

De acordo com a vendedora, muitas pessoas no decorrer do dia a dia, esquecem de consumir água no local de trabalho e quando estão passando pela avenida, aproveitam e compram.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

"Eu fico aqui todos os dias até umas 17h30, 18h porque tem pessoas que saem do trabalho e na correria do dia a dia esquecem até de tomar água, então sentem sede e quando param aqui na sinaleira, já abaixam os vidros para comprar. Tem muita gente que prefere a água mais gelada, outras nem tanto, mas aqui também oferecemos água com gás, suco e refrigerante. Temos aqui certa dificuldade e vivemos de aventura e não sabemos como será durante o dia, porque tem dias que temos boas venda e tem dias que o movimento é fraco, mas não podemos reclamar. Devido a pandemia, tem muita gente que fica receosa em comprar mercadoria em nossa mão. Alguns que já nos conhecem, ver todos os dias, já sente aquela confiança e compram", disse a vendedora ambulante ao Acorda Cidade.

O vice-prefeito Fernando de Fabinho disse que os últimos dias está sendo terrível conviver com o calor e destacou a importância do consumo da água.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

"Eu me considero friento e o calor é uma coisa que eu até tenho certa aceitação, mas hoje está terrível. Para se refrescar nessa temperatura, devemos beber água acima de tudo para hidratar o corpo, por falta de tempo, eu acabo não consumindo tanto, mas devemos no mínimo tomar dois litros de água por dia", destacou o vice-prefeito Fernando de Fabinho.

Trabalhando durante todo o dia no centro de Feira de Santana, o taxista Jorge Tengo relatou a grande dificuldade em trabalhar em meio ao calor, mas também destacou a importância do consumo de líquidos.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

"Está sendo um sofrimento para trabalhar nesse calor, tomando água a todo instante para ver se fica mais tranquilo a situação. 7 horas da manhã já está aquele sol forte, a gente começa a suar, hoje mesmo acordei 4 horas da manhã com o corpo todo suado na cama e aí já está fora do comum esse calor. Eu gosto mesmo é do tempo tranquilo, maleável e tudo se ajeita, eu tenho um ventilador e um ar-condicionado que dar para quebrar um galho", disse.

O guarda municipal Antônio Francisco José explicou que neste período do ano, a recomendação é ingerir líquido, mas afirmou que o tempo é de Deus.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

"O calor faz com que a gente fique agoniado, então tem que utilizar bastante líquido para suportar esse tempo. Eu mesmo estou ingerindo bastante água, mas o tempo é de Deus, o calor também é de Deus, depois vai vir a chuva de verão e é normal, o nordestino está preparado para isso", explicou.

Com a média de 30 a 35 ventiladores sendo vendidos por dia neste período, a vendedora Franciele Nascimento explicou que a loja está com o estoque cheio para atender aos consumidores.

"As nossas vendas estão bombando aqui e toda linha de ventilador, ar-condicionado, climatizador está tendo boa procura e estamos vendendo tudo, pois o calor está fazendo, faz com que o cliente compre bastante esses equipamentos. Estamos com várias ofertas e a média de ventiladores vendidos por dia chega a 35 unidades, teve dia que já vendeu 40 e isso acontece basicamente no verão porque o pessoal utiliza bastante," explicou.

Em comparação de equipamentos, Franciele explicou que os ventiladores batem recorde nas vendas.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

"Como estamos tendo bastante oferta aqui na loja, então o pessoal está aproveitando tudo. O pessoal está reclamando muito do calor e os ventiladores batem recorde de vendas. Geralmente por semana, temos em média de três a quatro ares-condicionados vendidos, mas as expectativas estão sendo superadas e todos os dias chegamos com estoque novo aqui na loja", finalizou.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

OAB Feira diz que repudia caso de feminicídio praticado por advogado
Feira de Santana

OAB Feira diz que repudia caso de feminicídio praticado por advogado

De acordo com o presidente da entidade, Rafael Pitombo, a OAB emitiu uma nota repúdio condenando o fato e agu...

Projeto de Lei aprovado na Câmara Municipal pode inviabilizar transporte urbano, afirma secretário
Feira de Santana

Projeto de Lei aprovado na Câmara Municipal pode inviabilizar transporte urbano, afirma secretário

O prefeito Colbert Martins vetou o projeto, no entanto, o veto foi derrubado pelos vereadores.

Combate à poluição sonora apreendeu 244 aparelhos de som neste ano em Feira
Feira de Santana

Combate à poluição sonora apreendeu 244 aparelhos de som neste ano em Feira

Quantidade de equipamentos já supera o ano passado.

Vídeo

Com retorno 100% presencial, escolas e estudantes da rede estadual buscam se adaptar à nova realidade deixada pela pandemia Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta terça-feira 19.10:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram